Sociedade

Viana dá vales sociais para aquisição de alimentos

A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai apostar no apoio às famílias mais carenciadas através da criação de vales sociais para a aquisição de produtos alimentares graças à assinatura de protocolos com várias entidades locais de solidariedade socia
Versão para impressão
A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai apostar no apoio às famílias mais carenciadas através da criação de vales sociais para a aquisição de produtos alimentares. A medida tornou-se possível graças à assinatura de protocolos com várias entidades locais de solidariedade social.
 
Em comunicado, a autarquia explica que foram assinados acordos com as comissões sociais de freguesia e inter-freguesia, que identificaram os problemas mais prementes. As famílias que se encontrem em situação de carência extrema vão receber, “de uma forma pontual e com caráter de excecionalidade”, vales sociais para adquirir produtos frescos, em particular carne, peixe, fruta e legumes.
 
De acordo com a Câmara, os vales serão de cinco euros para as frutas e legumes e de 10 euros para a carne e o peixe, sendo entregues após a avaliação cuidadosa da situação socioeconómica das famílias por meio da Divisão de Ação Social.
 
Na mesma ocasião foi ainda assinado um protocolo no valor de 24 mil euros com a Cáritas Diocesana de Viana do Castelo, que procura responder às necessidades da população socialmente desfavorecida, “disponibilizando junto desta apoios em géneros (alimentos, roupa e calçado) e pecuniários (pagamento de consultas médicas, próteses, medicamentos, luz e água”, respostas que outras entidades deixaram de poder fornecer.
 
Outros 24 mil euros serão destinados Gabinete de Atendimento à Família, que promove “os direitos, a qualidade de vida, a inclusão e a cidadania de indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social e/ou económica”.
 
A autarquia dará também três mil euros à fábrica da Igreja Paroquial de São Lourenço da Montaria, uma freguesia muito envelhecida, para que possam continuar a ser prestados “serviços de alimentação e higiene à população durante mais seis meses”. 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório