Saúde

Viagra pode ajudar a tratar a esclerose múltipla

NULL
Versão para impressão
Um grupo de investigadores da Universidade Autónoma de Barcelona (UAB) descobriu que o Viagra pode contribuir para o tratamento da esclerose múltipla. Testado em ratos, o Viagra reduziu “drasticamente” os sintomas da doença, devendo ser agora testado em pacientes.

Em apenas 8 dias de tratamento uma dose diária de viagra fez com que 50% dos animais, a quem foi administrada a droga, recuperasse quase totalmente.

A equipa que desenvolveu o estudo pôde observar que uma das substâncias presentes no medicamento contribui para um retardamento, ou mesmo paralisação, da evolução da patologia. O sildenafil “pode exercer ações neuroprotetoras” e “promove a recuperação de mielina”.

Sendo esta uma uma droga bem tolerada e que tem sido utilizada no tratamento da disfunção erétil, os pesquisadores esperam vir a testá-la brevemente em pacientes com esclerose múltipla.

O estudo foi realizado por uma equipa de pesquisadores do Instituto de Biotecnologia e Biomedicina da UAB, em colaboração com o Instituto de Neurociência da UAB.

Esclerose múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença inflamatória crónica, desmielinizante e degenerativa do sistema nervoso central, que interfere com a visão, a locomoção e o equilíbrio, entre outras funções do organismo.

Embora seja possível suavizar os sintomas e retardar a doença, não foi ainda descoberta a cura para a mesma.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório