Cultura

Vestido que imortalizou Marilyn vai a leilão

NULL
Versão para impressão

Uma loira sensual, um fluído vestido branco e um respirador do metro marcaram, para sempre, a história da moda e do cinema. Dia 18 de junho, o vestido que Marilyn usou no filme “O Pecado mora ao lado” vai a leilão, juntamente com outros items, igualmente famosos, da coleção da atriz Debbie Reynolds.

Depois de décadas na coleção privada de Debbie Reynolds, o famoso vestido branco usado por Marilyn Monroe no filme “O pecado mora ao lado” vai ser leiloado no próximo dia 18 de junho, em Los Angeles.

A peça que transformou esta cena numa das mais icónicas da história do cinema está avaliada entre um milhão a dois milhões de dólares.

A atriz de “Serenata à chuva” vai desfazer-se de algumas das 3500 peças de uma coleção que reúne artigos que marcaram, definitivamente, a sétima arte.

Pedaços da história de Hollywood em leilão

Entre os artigos em leilão estão os célebres sapatos vermelhos usados por Judy Garland em “O Feiticeiro de Oz”, o famoso chapéu verde usado por “Scarlett O’Hara” em “E tudo o vento levou”, o vestido de gala de Audrey Hepburn em “My Fair Lady”, o traje e a viola com que Julie Andrews cantava “Dó-Ré-Mi”em “Música no coração”, e o traje de Claudette Colbert, a primeira “Cleópatra”.

Debbie explica, em comunicado, que conseguiu esta coleção – considerada a mais siginificante de Hollywood – “perseguindo os fatos dos filmes vencedores da Academia”. A “obsessão” termina agora, pois percebeu que o seu sonho de vir a ter um museu não poderá ser concretizado.

Em junho e dezembro, as peças serão então leiloadas e o mundo ficará a saber quanto vale o vestido que imortalizou Marlyn Monroe e a quem pertencerá.

 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório