Cultura Espetáculos e Exposições

Vem aí o primeiro Museu do Surf do país

Fotografias, pranchas e fatos 'vintage', troféus, revistas antigas. Estes são apenas alguns dos elementos que vão integrar o primeiro Museu do Surf do país que inaugura dia 26 de Março.
Versão para impressão
Fotografias, pranchas e fatos 'vintage', troféus, revistas antigas. Estes são apenas alguns dos elementos que vão integrar o primeiro Museu do Surf do país. A inauguração, no dia 26 de Março, integra o programa do festival Caparica Primavera Surf Fest.
 
A ideia nasceu “de um grupo de amigos que tem a paixão do surf e que achou que este museu seria uma forma de divulgar e preservar a história desta modalidade”, explica ao Boas Notícias Filipe Batista, um dos mentores do projeto e sócio fundador da recém-criada Associação da História e do Museu do Surf.

 
Embora o espaço dê especial destaque ao surf nacional, Filipe Baptista sublinha que há “peças nacionais e internacionais porque não se consegue dissociar a história do surf português do que se passa lá fora”. “O surf nacional cresceu porque os surfistas estrangeiros vinham cá, muitos vindos do norte da Europa, e traziam material que os portugueses depois experimentavam”, recorda. 

Terceira geração de surfistas
 
Embora a prática do surf tenha chegado tarde a Portugal, a verdade “é que já estamos na terceira geração de surfistas e é importante começar a documentar as nossas memórias, até porque muitos dos primeiros surfistas nacionais ainda estão vivos”, diz ainda o sócio-fundador da AHMS.
 
O museu vai funcionar no 1.º andar da loja de surf do Lufi (na Av. General Humberto Delgado, nº 47, na Costa da Caparica), numa área com cerca de 70 metros quadrados. A entrada no Museu será gratuita. 
 
Na foto: João Cruz, o “Zorba”, com a primeira prancha de surf do Baleal

O acervo do futuro museu já está composto. “Há muitas fotografias, pranchas antigas e pranchas recentes que marcam por serem inovadoras, temos uma quilha especial (uma Starfin) com uma dedicatória do surfista Cheyne Horan, temos fatos antigos, troféus, cartazes de provas incluindo o cartaz do primeiro campeonato nacional na Ericeira, realizado na década 70”, exemplifica o membro da AHMS. Aliás, no Facebook da associação já é possível ver imagens de parte do acervo.
 

Mas este é um processo em movimento, já que a equipa ainda está “a reunir material”, avisa Filipe Baptista, adiantando que “todos os dias são contactados por pessoas que têm objetos que podem ser integrados no museu”. Àqueles que pensam poder contribuir, a associação pede que enviem um email para o endereço ahmsurf@gmail.com com a descrição do material que têm disponível.
 
O primeiro Museu do Surf conta com o apoio da câmara da Almada e da junta da Costa da Caparica. A inauguração acontece no último dia do festival Caparica Primavera Surf Fest, dia 26 de Março, coincidindo com a prova de WSL Junior Pro JQS. 

O evento de inauguração acontece na praia do Dragão Vermelho, entre as 13h e as 17h, num desfile com pranchas, dentro e fora de água, de diversas décadas (dos anos 60 aos anos 90). A festa conta com a participação de alguns dos mais antigos surfistas do país, entre os quais se destacam Pedro Lima, João Boavida e João Moraes Rocha, entre muitos outros convidados da nova geração, como o Tiago Pires e o Vasco Ribeiro.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório