Mundo

Velho barco a vapor português reaparece na Galiza

O mau tempo que afetou a costa da Galiza, em Espanha, nos últimos dias, deixou a descoberto um antigo barco a vapor português que se afundou em 1927. A embarcação reapareceu na praia O Rostro, em Finisterra.
Versão para impressão
O mau tempo que afetou a costa da Galiza, em Espanha, nos últimos dias, deixou a descoberto um antigo barco a vapor português que se afundou em 1927. A embarcação reapareceu na praia O Rostro, em Finisterra.
 
A notícia é avançada pela agência noticiosa espanhola Efe, que escreve que os destroços do barco, de seu nome “Silva Gouveia” e que transportava açúcar, ficaram visíveis no areal da praia mais de 80 anos depois do naufrágio. 
 
Segundo a mesma fonte, a presença do barco naquela localização estava referenciada há já algum tempo pela autarquia de Finistera, mas só agora, com a violência do mar, que “arrancou” à praia uma grande quantidade de areia, os restos da embarcação viram a luz do dia.
 
Citado pela Efe, José Manuel Traba, o autarca local, afirmou que “é possível que tudo volte à normalidade” com a melhoria das condições atmosféricas, já que “a areia irá cobrir tudo novamente”. Ainda assim, adiantou, as autoridades de Finisterra estão a decidir o que fazer com a embarcação.
 
O barco a vapor português encontrado na Galiza, com mais de 60 metros, foi construído no Reino Unido em 1906 e pertenceu à empresa Sociedade Geral de Comércio, Indústria e Transportes, de Alfredo da Silva, do antigo grupo CUF.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub