Sociedade

Universitários reabilitam murais lisboetas

Jovens artistas das universidades de arquitetura, belas artes e design do país inspiraram-se em textos inéditos do escritor José Luís Peixoto para recuperar oito murais da capital. Lisboa é a protagonista destes trabalhos expostos em algumas das prin
Versão para impressão
Jovens artistas das universidades de arquitetura, belas artes e design do país inspiraram-se em textos inéditos do escritor José Luís Peixoto para recuperar oito murais da capital. Lisboa é a protagonista destes trabalhos expostos em algumas das principais artérias da cidades, até abril do próximo ano.

Envolvendo alunos da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Faculdade de Arquitetura de Lisboa, IADE, Escola Superior Artística do Porto, ETIC e Universidade Católica do Porto na vertente da reabilitação urbana, esta iniciativa integra o projeto CIN RE-MAKE´10.

A exposição criativa, que inclui os textos criados por José Luís Peixoto e as respetivas interpretações gráficas,  pode ser vista na via de acesso à Ponte 25 de Abril, na Rua da Imprensa à Estrela, na Avenvda de Ceuta e na Rua José Gomes Ferreira.

“Há três anos, a CIN lançou o RE-MAKE que tem sido um sucesso, ano após ano, e um exemplo de como através da cor podemos alterar os espaços, tornando-os mais dinâmicos, artísticos e alegres”, refere Reinaldo Campos, da CIN, numa nota enviada à imprensa esta terça feira.

“Este ano inovámos, apostando na reabilitação urbana, com a parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e fomos mais além ao entrar no campo da escrita, com o convite ao escritor José Luís Peixoto para embarcar connosco nesta iniciativa de exaltação da criatividade”, acrescenta o responsável.

O escritor, por sua vez, elogiou a iniciativa da CIN e manifestou “orgulho de participar neste projeto de intervenção urbana, original na forma como promove a cor, a criatividade, a arte e a cidade”.

Em 2008, o CIN RE-MAKE desafiou Dino Alves, José Adrião, Pedro Sousa, Toni Grilo, Sofia Areal e Tiago Bettencourt a transformarem seis elétricos da Carris, para uma verdadeira exposição de arte em movimento.

No ano passado, estudantes de arquitetura e design deram cor e vida aos autocarros e metros das cidades de Lisboa e também do Porto, impactando milhares de viajantes.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório