Fitness & Bem-estar

Universitários desenvolvem viagens virtuais pelo Douro

Em breve vai ser possível viajar pelo Douro sem sair de casa. Quatro alunos da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro criaram o "Douro 360º", um site interativo que vai permitir conhecer a região e apreciar as paisagens através do computador.
Versão para impressão
Em breve vai ser possível viajar pelo Douro sem sair de casa. Quatro alunos da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) criaram o projeto “Douro 360º”, um site interativo que vai permitir aos internautas conhecer a região de perto e apreciar as paisagens através do computador.

O site, que tem a sua abertura oficial dentro de 15 dias, mostra em detalhe a região do Douro e garante a qualquer pessoa uma visita virtual por este Património Mundial da Humanidade, de uma forma gratuita. O “Douro 360º” pretender ser uma forma de aproximar quem está longe e de atrair mais turistas para a região.

A página virtual é composta por um conjunto de fotografias panorâmicas que vão permitir ao utilizador navegar de forma interativa por toda a região, como se estivessem presentes no local.

“O visitante vai ter acesso às diferentes panorâmicas. Ou seja, vamos ter uma panorâmica principal e depois, através de spots, vamos poder aceder a outros pontos. É como se nós tivéssemos num local a olharmos à nossa volta, como se estivéssemos lá”, explicou Anabela Sá à agência Lusa, uma das alunas envolvidas no projeto.

Em conjunto com Nelson Fernandes, Beatriz Tavares e João Carlos, os alunos do curso de Comunicação e Multimédia da UTAD escolheram o turismo e o Douro como temas para o trabalho final de licenciatura. “Criamos uma forma interativa de visualizar a paisagem duriense”, explicou Nelson Fernandes.
 
Muitos quilómetros a fotografar

Para construirem este mapa virtual, os quatro alunos da UTAD tiveram de fazer trabalho de campo, percorrendo as zonas mais emblemáticas desta região vinhateira. Um dos pontos em destaque é a Quinta das Carvalhas, da Real Companhia Velha, a maior e uma das mais antigas quintas da região.

“A vista lá de cima é maravilhosa e permite-nos ter uma visão total sobre o Douro”, salienta Anabela Sá. Com a ajuda de uma máquina fotográfica, um tripé e uma cabeça robotizada, os alunos captaram as imagens com um grande grau de pormenor.

Os alunos esperam continuar a trabalhar neste projeto e alargar as vistas panorâmicas a outras regiões, mesmo depois do fim da licencitura. Algumas das apostas do grupo passam pela visita a monumentos, museus ou até mesmo à possibilidade de “entrar num hotel”, para que se conhecer o espaço antes de fazer a marcação da estadia.

Clique AQUI para aceder ao site oficial do “Douro 360º”.

Notícia sugerida por Daniela Meira

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub