Inovação e Tecnologia

Universidade do Minho desenvolve chão silencioso

NULL
Versão para impressão
Quantas vezes já deu por si incomodado com o ruído produzido pelo trânsito? A pensar no “conforto auditivo” dos cidadãos, investigadores da Universidade do Minho estão a desenvolver um novo tipo de pavimento que consegue absorver o barulho dos veículos.

O projeto já está em fase de execução e tem o nome de “Noiseless – Perceção, modelação e redução de ruído através de superfícies de pavimento inovadoras e duráveis”.

O título pode parecer confuso, mas a ideia é, no fundo, simples. O que estes oito colaboradores pretendem é encontrar ferramentas que possam ser aplicadas ao meio rodoviário português e possibilitem menos ruído nas estradas, explica o comunicado da instituição.

O projeto está a ser desenvolvido pelo Centro de Território Ambiente e Construção (C-TAC), do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho e insere-se na estratégia da universidade para a problemática do ambiente.

Até agora a equipa já fez a “monitorização e caracterização do ruído proveniente do tráfego rodoviário e a sua percepção pela população em geral”, explicam em comunicado. A próxima fase consiste em desenvolver novas superfícies de pavimento, mais silenciosas.

A investigadora responsável pelo projeto é a doutorada Elisabete Freitas. No comunicado da UM, a investigadora explica que o Noiseless “consiste na construção de pisos com propriedades acústicas melhoradas, através da integração de camadas de desgaste duráveis, mas sustentáveis na sua relação custo-benefício”.

No que diz respeito às vantagens práticas desta ideia Elizabete salienta “os níveis de conforto auditivo e uma adequada deteção da velocidade dos veículos, por parte dos peões”.

Este é um projeto pioneiro em Portugal e está a ser desenvolvido em cooperação com outras instituições do país, como o Laboratoire Central des Ponts et Chaussées (LCPC) e a Universidade de Coimbra. O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e as Estradas de Portugal já mostraram interesse na ideia.

[Notícia sugerida por Teresa Teixeira e Vítor Fernandes] 

[Notícia corrigida a 06/10/2011 às 13h50]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório