Cultura

UNESCO expõe “Fado: Canção aberta ao mundo”

A sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris, tem patente desde esta segunda-feira uma exposição dedicada à história do Fado.

Versão para impressão
A sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), em Paris, tem patente desde esta segunda-feira uma exposição dedicada à história do Fado.

Intitulada “Fado: canção aberta ao mundo”, a exposição, com painéis, objetos e material em suporte áudio ilustram alguns dos momentos cimeiros da história do fado. De acordo com a Lusa, a exposição traz a Paris uma amostra do espólio do Museu do Fado para uma “viagem pitoresca” por “uma canção aberta ao mundo”, como lhe chamou o musicólogo Rui Vieira Nery.

Na cerimónia de apresentação esteve presente o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, que salientou que o fado resulta de “uma fusão de sonoridades de muitas proveniências” e integra na sua génese a “circulação internacional de canções do mundo” abrangida pela própria história de Portugal.

De acordo com a Rádio Renascença, esta é a primeira ofensiva internacional da candidatura do fado a património imaterial da UNESCO. A exposição é ainda composta por sessenta painéis, 12 dos quais permitem ouvir fado, e seis vitrinas, onde são mostradas pautas ou o processo de construção de uma guitarra portuguesa.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub