Ciência

UMinho envolvida no Código de Barras das Espécies

Em breve vai ser possível identificar espécies através de um Código de Barras feito a partir de pequenas porções de DNA dos organismos. O projeto envolve mais de 200 instituições de 50 países dos quais Portugal também faz parte.
Versão para impressão
Em breve vai ser possível identificar espécies através de um Código de Barras feito a partir de pequenas porções de DNA dos organismos. O projeto envolve mais de 200 instituições de 50 países dos quais Portugal também faz parte, representado pelo investigador Filipe Costa da Universidade do Minho.
 
O iBol – International Barcode of Life arrancou em 2010 e tem a ambição de vir a permitir que, em poucos minutos, qualquer pessoa consiga identificar um ser vivo através de um sistema digital que não só fornece informação sobre o tipo de espécie, mas também dados como hábitos e características.

O sistema facilitará a inventariação de plantas, animais, fungos, algas e eucariotas unicelulares. O iBol prevê que um cidadão possa, por exemplo, colocar uma pata de inseto num equipamento e este indicar os atributos biológicos e ecológicos do organismo, de forma fácil, rápida e rigorosa.

“O sistema será vital para monitorizar espécies com impacto negativo na saúde humana”, sublinha, em comunicado enviado ao Boas Notícias, o professor Filipe Costa, do Departamento de Biologia da Escola de Ciências da UMinho. 
 

Mas as possibilidades são várias. No controlo de qualidade dos alimentos caminha-se para que o consumidor possa aferir, por exemplo, se as espécies dispersas na caldeirada congelada são as indicadas ou se a lata de conserva tem realmente cavala. Ao nível da bioprospecção espera-se detectar novas plantas com propriedades medicinais.
 
Na semana passada, a Universidade do Minho deu, neste contexto, lugar à sessão pública de encerramento do projeto LUSOMARBOL – Lusitanian Marine Barcode of Life, financiado pela FCT e que faz parte do iBOL. A sessão contou com a presença de Paul Herbert, criador do conceito “DNA barcodes”.

Consulte o site oficial do projeto iBol AQUI.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório