Fitness & Bem-estar

Uma mercearia que nos quer bem

NULL
Versão para impressão
Promover a agricultura biológica, aproximar o produtor do consumidor, combater o uso do embalagens e, sobretudo, apresentar soluções de ecologia urbana são os objetivos da nova mercearia biológica que abriu recentemente no primeiro andar do restaurante Bem Me Quer, em Lisboa.

Aqui há fruta, verduras, legumes, ovos frescos e biológicos, arroz branco e integral, farinhas ou leguminosas e outros produtos de mercearia. Há também produtos raros, produzidos localmente, como a adocicada ervilha de quebrar, que vem de Montargil, plantas autóctones e tabuleiros com pés de couves e alfaces e outros legumes para quem quiser iniciar a sua horta biológica e, em breve, terá também leite e  manteiga biológicos.

A maior parte dos produtos hortícolas e frutícolas vem dos arredores de Lisboa. Uma maneira, explica Tito Lopes, responsável pela gestão do espaço, de conseguir preços mais baixos graças à redução do número de intermediários e da distância de quilómetros que o produto percorre até chegar ao consumidor.

Tito explica que ainda que “há grandes lacunas a nível da produção biológica nacional, pelo que mais de 50 por cento do que se vende no mercado português importado”. Por isso a mercearia tem procurado “estimular produtores das hortas urbanas nacionais a cumprir determinadas regras da agricultura biológica para que se possam tornar fornecedores”.

Não às embalagens e ao desperdício

Outra prioridade da Bem-Me-Quer é dizer não às embalagens. Aqui recupera-se o espírito da aldeia, sendo possível levar o seu próprio “copinho” para comprar, por exemplo, arroz. Caso o cliente não leve o seu  vasilhame os produtos serão vendidos em embrulhos de papel ou recipientes de vidro que terão de ser devolvidos.

Mesmo o azeite é vendido avulso, a partir de uma cuba de inox. “Isto permite que a pessoa compre apenas o que precisa, em vez de comprar logo um litro ou meio litro, o que também é uma vantagem”, sublinha.
 
A ligação ao restaurante Bem-Me-Quer vai para além do espaço físico. Como qualquer mercearia, também esta tem, por vezes, produtos frescos que ainda estão bons mas não chegaram a ser vendidos. Esses produtos são canalizados para a cozinha do restaurante, pelo que os seus clientes, mesmo sem saber, beneficiam desta parceria usufruindo de refeições com ingredientes biológicos.

Workshops e cabazes

O espaço Bem-Me-Quer promove ainda regularmente workshops onde se pode, por exemplo, aprender a fazer em casa produtos de limpeza ecológicos ou leites vegetais. Estas formações decorrem normalmente ao fim de semana e têm um custo médio de 25 euros.

Para maio estão previstas várias formações como uma oficina miniCHEF para Crianças, um workshop de cozinha vegetariana, outro para aprender a “pintar com chocolate” e ainda um curso de confeção de sushi vegetariano. 

Mas o grande destaque dos próximos cursos será uma série de workshops para ensinar a construir hortas urbanas. Quem tiver um quintal disponível pode mesmo candidatar-se para acolher o workshop. Se for selecionado, além da aprendizagem fica com uma horta instalada pelos formandos e formadores. Por isso, quem quiser ter os seus próprios legumes biológicos, sempre à mão, basta estar atento a agenda do Bem-Me-Quer.

Para os mais preguiçosos ou para quem tem menos tempo, o Bem-Me-Quer oferece um serviço de entrega ao domicílio de cabazes com produtos frescos. As entregas podem ser feitas em Lisboa e Carcavelos e variam entre os 11 e os 26 euros dependendo da distância e da quantidade de produtos incluídos no cabaz.

Para mais informações sobre a mercearia Bem-Me-Quer visite o facebook do espaço clicando AQUI.

Morada: Avenida Almirante Reis, 152, Lisboa
Telefone: 218 476 678       

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub