Ciência

Um milhão de euros para investigador português

A organização internacional HFSP - Human Frontier Science Program atribuiu 1,3 milhões de euros ao projeto do investigador Hélder Maiato do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) da Universidade do Porto.
Versão para impressão
A organização internacional HFSP – Human Frontier Science Program atribuiu 1,3 milhões de euros ao projeto do investigador Hélder Maiato do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) da Universidade do Porto.

A proposta de desenvolvimento de um novo modelo explicativo para a divisão celular está no “TOP 3” idealizado pelo programa. Foi escolhida entre os 670 candidatos para receber a bolsa de investigação que anteriormente foi entregue a 16 autores de contributos para prémios Nobel.

O projeto pretende testar uma nova explicação para o processo de divisão celular e molecular, um processo que está na base de anomalias muito frequentes em cancros humanos.

A nova explicação que os investigadores pretendem testar tem como alvo o papel da matriz que envolve o fuso mitótico, que, de acordo com Hélder Maiato, consiste na modificação do esqueleto da célula, cuja única função é distribuir os cromossomas durante a divisão celular.

“Pensava-se que [o fuso mitótico] existia no meio de um grande ´armazém`, mas afinal existe num compartimento mais pequeno localizado num grande ´armazém` que é a célula”, explicou o português ao portal Ciência Hoje.

A investigação de Hélder Maiato reúne três equipas do IBMC, do Whitehead Institute, MIT (EUA) e do German Cancer Research Center (Alemanha). Caso os testes sejam bem sucedidos, o modelo e estudo pode potenciar a regulação da fidelidade da divisão celular, precavendo algumas anomalias associadas ao surgimento de cancro.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório