Ambiente

UE: Portugal com subida no uso de renováveis

Portugal foi dos países da União Europeia que registou um dos aumentos mais significativos da percentagem de energias renováveis no total de energia consumida na última década, entre 1999 e 2009, quando subiu de 13,4 para 19 por cento.
Versão para impressão
Portugal foi dos países da União Europeia que registou um dos aumentos mais significativos da percentagem de energias renováveis no total de energia consumida na última década, entre 1999 e 2009, quando subiu de 13,4 para 19 por cento.

Os números foram revelados esta semana pelo gabinete oficial de Estatísticas da União Europeia, Eurostat, por ocasião da celebração da “Semana Europeia de Energia Durável”.

Além de o valor de 19 % ficar muito acima da média comunitária – de 9,0% -, sendo mesmo o quinto mais elevado entre os 27, a subida de seis pontos percentuais foi a terceira mais elevada, a par da Alemanha.

De acordo com o relatório (que pode ser consultado aqui) a Dinamarca subiu de 8 para 17%; A Suécia de 27 para 34%; a Alemanha de 2 para 8%; a Eslováquia passou de 3 para 7%; a Áustria de 23 para 27%; a Latvia de 32 para 36%; Espanha de 5 para 9%; a Eslovénia de 9 para 13% e a Hungria de 3 para 7%.

O petróleo continua a ser a principal fonte de energia na UE (36% atuais, menos que os 39,2% de 1999), e em Portugal (50,5% , contra 63,5 dez anos antes), seguido do gás (24,5 % no conjunto da UE, 16,9 em Portugal), combustíveis sólidos (15,7 na UE, 11,5 em Portugal), e do nuclear, que no conjunto da União ainda representa 13,6 %, embora seja inexistente em cerca de metade dos Estados-membros, Portugal incluído.

[Notícia sugerida pelo utilizador Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub