Saúde

UE: Mobilidade de doentes começa em 2011

A possibilidade de um doente se poder tratar em qualquer país da União Europeia (UE) será possível já no próximo ano, conforme anunciou esta segunda-feira o comissário europeu da Saúde, John Dalli, citado pela Lusa.

Versão para impressão
A possibilidade de um doente se poder tratar em qualquer país da União Europeia (UE) será possível já no próximo ano, conforme anunciou esta segunda-feira o comissário europeu da Saúde, John Dalli, citado pela Lusa.

Embora a grande maioria dos doentes continue a recorrer a cuidados de saúde existentes no seu próprio país, por vezes os melhores cuidados médicos são ministrados no estrangeiro.

A comissão está a tentar “regular para facilitar a mobilidade dos pacientes” e clarificar as possibilidades de procura de cuidados de saúde, disse o comissário Europeu da Saúde e da Defesa do Consumidor, durante um almoço com jornalistas que decorreu no Centro Jean Monet.

O mesmo responsável referiu ainda a telemedicina como uma hipótese para melhorar significativamente os serviços de saúde europeus.

Sem grandes gastos financeiros, a telemedicina iria permitir melhores cuidados sem a necessidade “de as pessoas se deslocarem”. Contudo, lembra que o maior obstáculo ao serviço de “e-saúde” é a “incompatibilidade dos diferentes sistemas” existentes nos serviços de saúde da Europa.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório