Inovação e Tecnologia

UE: Jovens lusos são dos mais desenvolvidos nas TIC

NULL
Versão para impressão
Cada vez mais, os jovens portugueses utilizam as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Três inquéritos agora divulgados mostram os excelentes resultados dos portugueses em comparação com outros países da União Europeia.
 
Os dados acerca desta realidade são bastante completos, tendo sido comprovados por três fontes: os inquéritos realizados no primeiro trimestre de cada ano pelo INE (Instituto Nacional de Estatística) em colaboração com a UMIC – Agência para a Sociedade e Conhecimentos; os inquéritos do EU kids Online e os inquéritos realizados pela OCDE.

Relatório do INE e da UMIC


Segundo os dados do INE e da UMIC, analisando jovens entre os 10 e os 15 anos, 91% utilizam Internet, tanto raparigas como rapazes. Este número apresenta uma subida de mais de 24 por cento em relação a 2005.

O estudo mostra que são “particularmente acentuados os aumentos de utilização da Internet em casa e da utilização da Internet todos ou quase todos os dias”.

O mesmo estudo conclui que 100% dos jovens no terceiro ciclo da escolaridade básica utilizam a internet e computador.

96% dos jovens entre os 10 e os 15 anos utilizam computador, sendo que 92% têm um em casa (destes, 77% utilizam-no todos os dias).

Relatório do projeto europeu EU Kids online

Por outro lado, os inquéritos realizados pelo EU Kids Online em 23 países e com jovens entre os 9 e os 16 anos de idade concluem que Portugal tem a 5ª percentagem mais elevada de contactos em redes sociais.


Este estudo revela ainda que os jovens portugueses são dos mais cuidadosos em não revelar informações pessoais a estranhos e dos mais esclarecidos acerca das questões de segurança na internet.  

Os jovens portugueses têm ainda, segundo esta pesquisa, dos valores mais baixos em relação ao Bullying online. 

Dados do Programa para Avaliação Internacional de Estudantes da OCDE


Os dados obtidos pela OCDE, relativos a 2009, mostram que Portugal é o país onde mais alunos utilizam correio eletrónico em casa para comunicar com colegas sobre trabalhos escolares, apresentando uma percentagem (54%) muito acima da média dos 25 países considerados.

Em Portugal, diz a OCDE, houve uma “enorme redução das diferenças de oportunidades” entre os níveis socioeconómicos Durante estes últimos nove anos, houve um crescimento de 69% nos alunos com um nível socioeconómico e cultural mais alto e de 1771% nos do nível mais baixo.

Resultados positivos para Portugal


Estes resultados mostram uma evolução muito positiva na utilização das TIC entre os jovens portugueses e, segundo a UMIC, “revelam a eficácia das medidas de estímulo à utilização da Internet e de computadores por jovens em idade escolar”.

[Notícia sugerida por Ana Guerreiro Pereira e Teresa Teixeira]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório