Mundo

UE: “Facilidade Alimentar” ajudou 50 milhões

A iniciativa europeia "Facilidade Alimentar" pretende dar uma resposta rápida e eficaz à insegurança alimentar a nível mundial. Com mais de 500 milhões de euros investidos em apenas um ano desde o seu lançamento, a "Facilidade Alimentar" já ajudou ce
Versão para impressão
A iniciativa europeia “Facilidade Alimentar” pretende dar uma resposta rápida e eficaz à insegurança alimentar a nível mundial. Com mais de 500 milhões de euros investidos em apenas um ano desde o seu lançamento, a “Facilidade Alimentar” já ajudou cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo nota divulgada pela Comissão Europeia.

“Atualmente prestamos ajuda a mais de 50 milhões de pessoas, incluindo um grande número de pequenos agricultores, e temos a intenção de ajudar um número cada vez maior”, declarou Andris Piebalgs, Comissário responsável pelo Desenvolvimento.

A “Facilidade Alimentar” conta com uma verba da UE no valor de mil milhões de euros que lhe permite reagir com rapidez às situações de insegurança alimentar com que se confrontam 50 países em desenvolvimento.

“É inaceitável que hoje em dia ainda existam seres humanos confrontados com a fome e a insegurança alimentar. Através da Facilidade Alimentar da UE, a Europa conseguiu dar uma resposta rápida e eficiente à crise alimentar que afeta os países em desenvolvimento. A Comissão cumpriu as suas promessas, assegurando que a ajuda que presta aos países carenciados tenha um impacto concreto importante”, afirma o mesmo responsável citado em nota oficial.

A Comissão Europeia pede agora a outros doadores a ajudarem a financiar mais projetos no âmbito da recém-criada iniciativa de “leilão”da Facilidade Alimentar. A Comissão refere que esta nova iniciativa surge na sequência do elevado numero de propostas de boa qualidade que recebe e aos quais não consegue dar resposta.

A Comissão Europeia decidiu agora publicar uma brochura na qual apresenta os 84 melhores projetos de elevada qualidade prontos a ser executados. Com esta iniciativa de “leilão”, a Comissão Europeia visa angariar financiadores para continuar e prolongar a iniciativa da “Facilidade Alimentar”.

Pode consultar a brochura e mais informações no site da Comissão Europeia.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório