Inovação e Tecnologia

Twitter “castiga” utilizadores mal-educados

Com uma média de 430 mil asneiras ou palavrões por dia, o Twitter decidiu unir o útil ao agradavél e criar um "Swear Jar" online onde cada utilizador que deixe escapar uma palavra considerada menos delicada pode, e deve, contribuir com uma quantia mo
Versão para impressão
Com uma média de 430 mil asneiras ou palavrões por dia, o Twitter decidiu unir o útil ao agradavél e criar um “Swear Jar” online onde cada utilizador que deixe escapar uma palavra considerada menos delicada pode, e deve, contribuir com uma quantia monetária que reverte para duas instituições de caridade.

O twitter pretende assim tornar a rede de microblogging mais “bem-educada” e ajudar todos os meses duas instituições de solidariedade diferentes.

A aplicação foi lançada este mês e funciona como um sistema de auto-policiamento. Em www.swearjarr.com pode submeter o seu username e ver quanto está a dever ao Swear Jar, o pote das asneiras, numa tradução livre.

Cada mês os lucros do Swear Jar serão divididos em dois e divididos por organizações de caridade. As organizações são escolhidas no inicio de cada mês para receberem todas as doações provenientes do Swear Jar.

Este mês os lucros revertem para a organização de luta contra o cancro, a “Stand up to Cancer” e para a “Malaria no More”, uma organização sem fins lucrativos que luta para erradicar mortes ocorridas pela malária.

O Twitter explica que não obriga ninguém a pagar qualquer tipo de coima, é apenas uma forma divertida de chamar à atenção e angariar fundos para associações de caridade merecedoras dessa atenção citando alguns dos tweeters mais” exaltados”.

Haverá também uma swear police, onde voluntários podem notificar um tweeter mais mal-educado. A identidade desses “polícias online” está na disponível na página do swear Jar.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório