Inovação e Tecnologia

Túnel Solar alimenta TGV entre Paris e Amesterdão

NULL
Versão para impressão
Este mês, o serviço de alta velocidade (TGV) entre Amesterdão e Paris utilizou, pela primeira vez, eletricidade gerada por um túnel solar. A partir de agora, 16 mil painéis solares, espalhados por 3,5 quilómetros em Antuérpia, Bélgica, vão garantir as deslocações do comboio reduzindo as emissões de CO2.

Os painéis cobrem uma área de 50 mil metros quadrados, o equivalente a oito campos de futebol, e conseguem gerar cerca de 3,300 MW de eletricidade por hora, o suficiente para fazer andar 4000 comboios por ano. A eletricidade gerada pelos painéis é também utilizada em sinalização, iluminação ou aquecimento das estações ferroviárias.

O projeto desenvolvido pela Enfinity, uma empresa belga, vai ajudar a baixar os custos do setor dos transportes, a eliminar os gastos de energia e a reduzir as emissões de CO2 em cerca de 2.400 toneladas por ano.

O primeiro comboio a utilizar esta tecnologia custou perto de 14 milhões de euros mas, de acordo com Bart van Renterghem, representante da empresa Enfinity e citado pela The Ecologist, a energia solar é “muito vantajosa em comparação com outras energias renováveis”, principalmente porque o investimento é recuperado a curto prazo.

“Tínhamos um túnel cujo telhado não tinha qualquer tipo de aplicação económica. Instalámos os painéis que não incomodam ninguém, não produzem qualquer ruído, quase não têm impacto visual e ao mesmo tempo estamos a utilizar recursos que antes não eram produtivos”, explicou Renterghem.
  
[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório