Sociedade

Torres Vedras: Luzes de Natal substituídas por lasers

NULL
Versão para impressão
Depois de várias autarquias terem anunciado que vão reduzir as iluminações de Natal ou mesmo extingui-las por completo para reduzir os custos, a câmara de Torres Vedras decidiu inovar. As tradicionais luzes e decorações da época natalícia vão ser substituídas por animações luminosas projetadas nas fachadas dos edifícios com tecnologia laser.

As ruas da cidade de Torres Vedras não vão perder o espírito natalício, vão, isso sim, renová-lo. Em vez das habituais decorações por cima das ruas com luzes acesas durante toda a noite, “vão ser instalados 54 sistemas laser que vão projetar nas paredes dos prédios vários efeitos”, explicou à Lusa Carlos Miguel, o presidente do município.

No total é esperada uma poupança de 45 mil euros, já que em oposição aos 70 mil euros gastos em anos anteriores, este ano a fatura vai ficar-se pelos 25 mil euros. Mas esta não será a única atração visível na cidade. As ruas do centro histórico vão poder ser percorridas num comboio turístico com passagem obrigatória pela árvore de Natal gigante e com música ambiente.

Nas montras das lojas vão estar trabalhos de 30 artistas plásticos, para “aumentar a atratividade ao centro histórico, criar um circuito de visita pelas montras e transformar a baixa torriense num centro de criatividade”, escreve a Lusa. Esta iniciativa surge em parceria com a Cooperativa de Comunicação e Cultura da cidade.

Um automóvel vai ser também sorteado por entre os cidadãos que apresentem faturas superiores a 10 euros no comércio tradicional do concelho, uma forma de promover os produtos locais.

Destinada mais às crianças vai estar espalhada pela cidade uma exposição de brinquedos de várias datas, sendo o mais antigo um brinquedo do ano 700. Todos os objetos pertencem a um colecionados privado que coleciona desde os 12 anos, tendo adquirido brinquedos “nos quatro cantos do mundo, desde a Alemanha, a Dinamarca, passando pelo Senegal e África do Sul, até ao Brasil e à Argentina”, escreve a agência.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub