Fitness & Bem-estar

The Guardian rendido à vida noturna lisboeta

O jornalista Will Coldwell passou um fim-de-semana em Lisboa para explorar a vida noturna da cidade. No artigo divulgado no jornal britânico The Guardian, o autor mostra-se seduzido pela cultura de fusão que impera na capital.
Versão para impressão
O jornalista Will Coldwell passou um fim-de-semana em Lisboa para explorar a vida noturna da cidade. No artigo divulgado no jornal britânico The Guardian, o autor mostra-se seduzido pela cultura de fusão que impera na capital.
 
O jornalista falou com o mentor do projeto musical Batida, Pedro Coquenão, que acompanhou Will Coldwell na visita à noite lisboeta. O primeiro destaque do artigo vai para a zona do Intendente, um bairro que reflete algumas das transformações que a cidade tem vindo a sofrer, já que passou de um bairro de prostituição para uma zona repleta de clubes noturnos da moda. 
 
“Uma decadência sedutora parece marcar a estética da maior parte dos bairros boémios de Lisboa. Mas apesar das fachadas degradadas e dos prédios abandonados, a música que emerge é moderna, fundindo influências africanas e europeias o que dá à cidade um toque único”, diz o artigo. 
 
Segundo Pedro Coquenão, o Intendente é uma das zonas onde há “uma maior fusão de culturas”. O músico levou o jornalista a visitar a Casa Independente onde bebeu uma cerveja no “terraço verdejante”. 
 
O Cais do Sodré foi outra das paragens do jornalista que seguiu as recomendações de Pedro e de Branko e Kalaf, dois elementos dos Buraka Som Sistema que se juntaram ao grupo. Aqui, o bar Povo e o Music Box são dois dos locais recomendados no artigo.

A primeira noite terminou com uma visita a dois espaços à beira rio: o Bleza, que seduziu o jornalista com os seus ritmos africanos e danças de pares, e o LUX, que Will descreve como um “superclube, a explodir de vida, com um gigantesco terraço virado para o Tejo”.

 
A segunda noite do jornalista britânico foi dedicada à zona da Bica, do Bairro Alto e Alfama. Nesta noite, o grande destaque do texto vai para a versatilidade da Galeria Zé dos Bois e para o “discreto” bar-restaurante Snob, na R. do Século, com a sua decoração vintage.
 
Will Coldwell terminou a sua visita à cidade, caminhando entre pessoas de todos os géneros que conversam nas ruas com um copo na mão. “Esta tradição de beber nas ruas reforça a ideia de que esta é uma cidade onde as pessoas gostam de se misturar”, conclui o jornalista.

Clique AQUI para ler o artigo completo.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório