Negócios e Empreendorismo

Têxteis vão criar 350 novos empregos em Nelas

A empresa sueca Borgstena anunciou, esta terça-feira, que vai criar 350 novos postos de trabalho na sua unidade fabril em Nelas.
Versão para impressão
A empresa sueca Borgstena anunciou, esta terça-feira, que vai criar 350 novos postos de trabalho na sua unidade fabril em Nelas, depois de ter conquistado um projeto que prevê a produção de tecidos e a confeção de capas para cadeiras de bebé. 
 
Em declarações à Lusa, Jorge Machado, presidente executivo e membro do conselho de administração do grupo, revela que “numa primeira fase serão criados 100 postos de trabalho já em Fevereiro de 2015”. “Posteriormente, contamos contratar até 250 pessoas até ao final do ano de 2016”, antevê o responsável. 
 
De acordo com Jorge Machado, a contratação de novos trabalhadores tem como objetivo dar resposta a um protocolo que a Borgstena assinou com os alemães Britax Römer Kindersicherheit GMBH e prevê a produção de tecidos e confeção de capas para cadeiras de bebé. 
 
“Vamos começar por produzir 600 mil cadeiras de bebé e atingir, gradualmente, os 1,5 milhões de unidades. O objetivo é trazer para Nelas, até final de 2016, tudo o que o nosso novo cliente estava a produzir na Ásia”, justifica, acrescentando que este contrato com os alemães “é estrategicamente muito importante”.
 
Jorge Machado considera ainda que a expansão da atividade da fábrica vai também “trazer valor acrescentado para outras empresas da região centro”, nomeadamente o Grupo Aquinos de Tábua, já que “a Borgstena conseguiu incorporar outras matérias-primas nacionais no produto final da Britax Römer”. 
 
“Desde a crise de 2009 que tentámos diversificar e obter negócios em outras áreas e este contrato com a Britax Römer dá um passo significativo nessa direção”, congratula-se o responsável, realçando que a empresa vai “apresentar um produto 100% 'made in' Portugal, desde o seu design à sua produção”. 

Negociações em curso podem aumentar número de empregos
 

O CEO e membro do conselho de administração do grupo sueco adianta que a Borgstena se encontra “em negociações avançadas” com o Grupo VW no sentido de obter um contrato para confeção de capas para automóveis. 
 
“Gostaríamos que esse projeto, que no passado foi feito pela Johnson Controls, voltasse a Nelas. Estas negociações podem vir a criar mais 350 novos postos de trabalho”, prevê, revelando que a unidade de Nelas do grupo sueco conta hoje com uma carteira de encomendas de aproximadamente 300 milhões de euros para os próximos cinco anos.
 
Após as novas contratações anunciadas, a Borgstena Textile Portugal vai contar com aproximadamente 550 pessoas no seu quadro de pessoal em Nelas. Em termos operacionais, a unidade de Nelas é considerada, dentro do ramo têxtil automóvel, “uma unidade de referência na Europa”.
 
A fábrica tem disponível em todas áreas equipamento de última geração e dispõe, também, da capacidade de produzir, num só local, desde a extrusão de fio até a confeção completa de capas.
 
O Borgstena tem como principais clientes marcas como Volvo, Scania, Daf, Man, VW, Seat, Skoda, Hyundai, KIA entre outras e possui unidades operacionais em Portugal, República Checa, Roménia, Brasil, Malásia e China.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório