Saúde

Teste sanguíneo permitirá prever menopausa

Uma equipa de cientistas em Israel descobriu que através dos níveis de concentração da hormona antimulleriana (HAM) podem prever a altura em que uma mulher acaba o seu período fértil e entra na menopausa. O teste, que só estará disponível daqui a alg
Versão para impressão
Uma equipa de cientistas em Israel descobriu que através dos níveis de concentração da hormona antimulleriana (HAM) podem prever a altura em que uma mulher acaba o seu período fértil e entra na menopausa. O teste, que só estará disponível daqui a alguns anos, é realizado a partir de uma simples análise e pode ser realizada a partir dos 20 anos de idade.

A hormona HAM controla o desenvolvimento de folículos nos ovários que originam os óvulos e podem ser estudados como exemplo de como está o funcionamento dos ovários.

Níveis elevados de HAM superiores, por exemplo a 3,8 nanogramas por mililitro aos 25 anos, indicam uma menopausa depois dos 50 anos. Concentrações inferiores como 2,4 nanogramas por mililitro fazem prever uma menopausa antecipada por volta dos 30 anos.

O estudo foi realizado em 266 mulheres com idades entre os 20 e os 49 anos. Cerca de 63 entraram na menopausa durante a investigação. Segundo os cálculos dos cientistas a margem de erro foi de quatro anos no máximo, e quatro meses no mínimo.

Na posse desta informação que permite calcular a esperança media de vida reprodutiva as mulheres podem planear de forma mais segura e concreta os seus planos de maternidade.

Segundo escreve o jornal britânico Telegraph, a comunidade científica considera que a descoberta para além de oferecer às mulheres um maior controlo sobre a sua fertilidade e pistas sobre o adiar ou não o planeamento familiar, pode ter assim “implicações socioculturais” significativas tal como aconteceu com a introdução da pílula em 1960.

A responsável pelo estudo, a Dra Ramezani Tehrani da Universidade de Ciências Médicas de Teerão, avança com cautela “considerando que este é um estudo relativamente pequeno que monitorizou mulheres durante um período de tempo; estudos mais abrangentes são necessários para validar a precisão dos valores concentrados de HAM na previsão da entrada na menopausa em mulheres jovens”.

A descoberta considerada “entusiasmante” será apresentada e discutida no encontro da Sociedade Europeia de Embriologia e Reprodução Humana que vai decorrer em Roma.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório