Cultura

Tesouros afegãos recuperados em exposição

Antigos tesouros dados como perdidos, destruídos ou roubados nos últimos 30 anos no Afeganistão estão agora expostos no British Museum, em Londres, Reino Unido, graças à intervenção de um filantropo inglês.
Versão para impressão
[Fotografia: ©Reuters/Suzanne Plunkett]

Antigos tesouros dados como perdidos, destruídos ou roubados nos últimos 30 anos no Afeganistão estão agora expostos no British Museum, em Londres, Reino Unido, graças à intervenção de um filantropo inglês.

A coleção de 200 artefactos, com preços incalculáveis, conta com cerca de 4 mil anos de história, desde cálices romanos ou outros tesouros do Egito que foram salvos por alguns oficiais afegãos que se arriscaram ao escondê-los.

Entre os despojos encontrados estão 20 artefactos em marfim que foram saqueados do Museu Nacional do Afeganistão. Os achados fazem agora parte da exposição “Afghanistan: Crossroads of the Ancient World”.

“São peças extraordinárias de marfim”, afirma Neil MacGregor, diretor do British Museum. “Foram peças roubadas do Museu Nacional em Cabul, compradas por um negociador de arte em Londres com a intenção de os devolver e foram restaurados pelos conservadores do British Museum.e depois da exposição voltarão”, garantiu à Reuters o mesmo responsável.

De acordo a instituição, cerca de 70% dos artefactos que o Museu Nacional em Cabul, Afeganistão, albergava foram destruídos ou pilhados durante os últimos 30 anos.

[Noticia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub