Ciência

Terra tinha vida há 3400 milhões de anos

NULL
Versão para impressão
Pequenas formas microbianas que ficaram fossilizadas em rochas no continente australiano, são a prova de que havia vida no planeta Terra há cerca de 3400 milhões de anos. O estudo é de uma equipa de investigadores da Universidade da Austrália Ocidental e foi publicado este domingo no site da revista Nature Geoscience.

Há cerca de 3400 milhões de anos o planeta Terra tinha o ambiente certo para a proliferação de pequenas formas de vida que, em vez de oxigénio, respiravam enxofre. São formas microbianas que ficaram fossilizadas em rochas dessa altura, no continente australiano, de acordo com o estudo publicado no site da revista.

“O que podemos dizer é que a vida primitiva é muito simples, é formada por células únicas e cadeias pequenas”, disse David Wacey, autor do artigo, em declarações ao jornal Guardian.

Formas microbianas respiravam enxofre

O autor sublinha ainda que “as novas provas da nossa investigação mostram que as primeiras formas de vida utilizavam enxofre, vivendo e metabolizando compostos que continham enxofre e não oxigénio, para a energia e para o crescimento”.

Dentro de alguns dos fósseis, Wacey descobriu que as estruturas que parecem micróbios se desenvolveram e se multiplicavam. Esta descoberta poderá ser um dos indícios mais antigos da existência de vida.

A equipa de Wacey conseguiu determinar, através de técnicas microscópicas, que os fósseis são estruturas com formas de células agrupadas e com cristais de pirite à volta das paredes celulares.

Por outro lado, os investigadores apontam que a pirite, um mineral com a cor do ouro, é um dos produtos do metabolismo do enxofre.

Clique AQUI para conhecer o curriculum de David Wacey.

Clique AQUI para ler parte do estudo da Nature Geoscience.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório