Inovação e Tecnologia

Telemóvel: Nova bateria recarrega em 60 segundos

Cientistas da Universidade de Stanford (EUA) criaram uma bateria para smartphones que carrega em menos de um minuto. Esta bateria feita em alumínio pode revolucionar o mercado devido à rapidez, baixo custo de fabrico e também por ser mais amiga do am
Versão para impressão
Cientistas da Universidade de Stanford (EUA) criaram uma bateria para smartphones que carrega em menos de um minuto. Os investigadores acreditam que esta bateria feita em alumínio pode revolucionar o mercado devido à rapidez, baixo custo de fabrico e também por ser mais amiga do ambiente. 

Hongjie Dai, professor de química na Universidade de Stanford, diz que estas baterias de alumínio  “podem substituir os dispositivos de armazenamento já existentes”.  Exemplo disso são as baterias alcalinas, consideradas prejudiciais para o ambiente, ou as baterias de iões de lítio que facilmente explodem, ao contrário das baterias de alumínio.

Segundo o investigador, as companhias aéreas United and Delta Airlines chegaram mesmo a proibir as baterias de lítio entre os seus passageiros pelo perigo que representam.  

As principais características das baterias de alumínio são o seu baixo custo de fabrico, a capacidade de resistirem às chamas e, por último, a sua capacidade de recarregar “à velocidade da luz”.

Estas baterias são constituídas por elétrodos: um anôdo de alumínio carregado negativamente e um cátodo, feito de grafite, carregado positivamente. O material utilizado para criar o cátodo surgiu acidentalmente, mas descobriu-se que a grafite, que é basicamente carvão, é o material que consegue proporcionar à bateria o seu melhor desempenho.

Para além da rapidez com que carregam as baterias de alumínio, estas apresentam também uma durabilidade maior do que as baterias convencionais.

Nova bateria tem uma duração mais longa

As baterias que utilizamos habitualmente acabam por ir perdendo capacidade conforme são utilizadas. Uma bateria de iões de lítio aguenta uma média de 1.000 ciclos de carga e descarga, enquanto que as baterias de alumínio suportam 7.500 ciclos sem perder capacidade de duração.

A flexibilidade também é uma característica importante. O alumínio é um material que se pode dobrar e desdobrar, o que possibilita a sua utilização nos mais diversos tipos de dispositivos electrónicos flexíveis. Segundo Dai, o fator custo de fabrico também é vantajoso, uma vez que, “ o alumínio é um material bastante mais barato que o lítio”.

Hongjie Dai afirma que as novas baterias feitas em alumínio “têm tudo aquilo com que uma pessoa pode sonhar”: elétrodos de baixo custo, segurança elevada, carregamento de alta velocidade, flexibilidade e longa duração.

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório