Saúde

Telemóveis: Radiações 100 vezes abaixo do limite

NULL
Versão para impressão
Os níveis de radiação eletromagnética em todos os pontos de Portugal mantêm-se abaixo dos limites de referência internacionais. Segundo dados do projeto monIT, mais de 95% dos espaços públicos, escolas, centros comerciais e hospitais estão pelo menos 100 vezes abaixo do limite mais restritivo de exposição à radiação.

As conclusões do projeto monIT resultam de medições realizadas em 2.796 pontos de todos os distritos do país, com especial relevo aos de Lisboa, Porto e Setúbal por serem os que possuem maior densidade de antenas dos sistemas de comunicações móveis. 54,8% das medições foram feitas em espaços públicos exteriores e os restantes em escolas, centros comerciais, hospitais, estações de metro, estádios, centros culturais, entre outros.

Esta pesquisa indica que todos os pontos estão abaixo dos limites internacionais, sendo que mais de 95% dos locais medidos estão pelo menos 100 vezes abaixo deste limite e, em média, 360 vezes. No entanto, há locais com valores ainda mais positivos, como escolas e hospitais, que, por serem mais vulneráveis, encontram-se cerca de 1.200 vezes abaixo dos limites

Segundo informação disponibilizada pelo projeto monIT, “os limites de segurança estabelecem valores máximos permissíveis para os níveis de radiação absorvidos pelo corpo humano”, ou seja, tentam perceber “quando é que os efeitos biológicos provocados pela absorção de radiação eletromagnética se tornam prejudiciais à saúde”.

O projeto monIT é uma iniciativa do Instituto Superior Técnico e do Instituto de Telecomunicações, lançada em 2004. O seu objetivo é medir a radiação das estações-base de telecomunicações móveis e, desta forma, responder à preocupação crescente da sociedade em relação aos efeitos para a saúde dos campos eletromagnéticos emitidos pelas antenas dos sistemas de comunicação móvel.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório