Negócios e Empreendorismo

Tavira assina protocolo com universidade dos EUA

Tavira está apostada em atrair jovens empreendedores ao município, promovendo também a ligação a países lusófonos e aos Estados Unidos. Para isso, o Parque Empresarial de Tavira vai inaugurar, em 2013, uma Star Up que conta com o apoio do New Jersey
Versão para impressão
Porque o Algarve é muito mais do que “praia e turistas”, Tavira está apostada em atrair jovens empreendedores ao município, promovendo também a ligação a países lusófonos e aos Estados Unidos. Para isso, o Parque Empresarial de Tavira vai inaugurar, em 2013, uma Star Up que já conta com o apoio do New Jersey Institute of Technology (NJIT).

“No Algarve criou-se muita riqueza no setor do imobiliário, um negócio que gerou muita receita rapidamente mas que não é sustentável e que, agora, está a ser duramente afetado pela crise”, explica Paulo Bernardo coordenador da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) do Algarve, uma das entidades dinamizadoras da nova start-up. A outra aposta do Algarve, o turismo, “continua saudável mas tem um caráter muito sazonal.

Integrada no recém-inaugurado Parque Empresarial de Tavira (EMPET), a nova incubadora pretende criar novas oportunidades de negócio na região, oferecendo condições aliciantes aos jovens empreendedores. O edifício, a inaugurar em 2013, terá escritório entre os 10 e os 30 metros quadrados, com acesso a auditório, salas de reunião, serviços de secretariado e de telecomunicações por um custo que rondará os sete euros por mês por metro quadrado.

A Start Up algarvia terá ainda um serviço de incubação virtual para empresas que não precisem de espaço físico diário mas que necessitem de salas para reunir com clientes e de uma morada para os seus contactos.

“E claro, temos de acrescentar a grande vantagem de estarem num espaço onde se promove a partilha de ideias e soluções”, acrescenta o responsável, salientando que “três empresas pequenas, em parceria, podem tornar-se numa grande empresa e até participar, em conjunto, em concursos internacionais”.

Universidade norte-americana vai fazer a ponte com EUA

Além disso, salienta Paulo Bernardo, as empresas da Start Up terão acesso a uma extensa rede de contactos e também ligação à Universidade do Algarve e ao New Jersey Institute of Technology “se quiserem fazer determinadas investigações”.

A universidade norte-americana, cujo protocolo foi assinado esta semana no âmbito das conferência Ativar Tavira (na foto), fará ainda a ponte com empresas dos EUA que olhem para esta incubadora como porta de entrada no mercado europeu.

Paulo Bernardo defende que o Algarve “produz bons quadros em áreas transversais” que abrangem as “novas tecnologias, a área alimentar, a saúde e, sobretudo, o mar que tem um potencial riquíssimo que não está a ser explorado”.

Por fim, o Algarve tem ainda a seu favor os acessos rodoviários e marítimos, um aeroporto internacional 'low cost' e, claro, as praias e o bom tempo que são muito aliciantes para investidores estrangeiros.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub