Mundo

Suu Kyi reencontra filho mais novo após 10 anos

A dissidente birmanesa Aung San Suu Kyi reencontrou-se na manhã de terça-feira no Aeroporto de Yangun com o filho mais novo, Kim Aris, de quem esteve dez anos separada.

Versão para impressão
[Fotografia: © AFP]
A dissidente birmanesa Aung San Suu Kyi reencontrou-se na manhã de terça-feira no Aeroporto de Yangun com o filho mais novo, Kim Aris, de quem esteve dez anos separada.

“Estou muito contente e muito feliz”, declarou a prémio Nobel da Paz à AFP após abraçar o filho que chegava de Banguecoque.
 
A prêmio Nobel da Paz foi libertada a 13 de novembro passado, após sete anos de prisão domiciliária. Filha do general Aung San, herói da independência birmanesa, a dissidente sacrificou a vida familiar para manter a luta política.

Kim Aris, que vive em Londres, viajou logo após a libertação da mãe, e obteve finalmente autorização para chegar a Mianmar. Kim mostrou as tatuagens no braço, incluindo o símbolo da Liga Nacional pela Democracia, o partido dissolvido de Suu Kyi.

Suu Kyi teve dois filhos, Kim e Alexander, com o professor universitário britânico Michael Aris, com quem se casou em 1972.  A dissidente ainda não conhece pessoalmente os seus netos.

Quando voltou para Mianmar, em 1988, devido à doença da mãe, Suu Kyi não voltou a abandonar o país com medo de não poder voltar, nem mesmo em 1999, quando Michael Aris morreu de cancro  na Grã-Bretanha.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório