Sociedade

Subir ao Castelo de S. Jorge por escadas rolantes

Em 2017 já vai ser possível subir da Mouraria ao Castelo de S. Jorge através de escadas rolantes. A obra está inserida num plano de acessibilidade à Costa do Castelo que prevê, no total, três novos acessos, todos eles de utilização gratuita.
Versão para impressão
Em 2017 já vai ser possível subir da Mouraria ao Castelo de S. Jorge através de escadas rolantes. A obra está inserida num plano de acessibilidade à Costa do Castelo que prevê, no total, três novos acessos, todos eles de utilização gratuita.
 
A EMEL confirmou ao Boas Notícias que esta obra, inserida no Plano de Acessibilidade Suave e Assistida à Colina do Castelo, vai inaugurar dentro de sete a oito meses.

Leia também: Lisboa histórica cada vez mais perto das pessoas

Estas escadas rolantes são apenas um dos três novos meios mecânicos de mobilidade destinados a facilitarem o acesso à colina do Castelo e que a EMEL assume como "uma das formas" de “devolver à cidade os valores recebidos através dos parquímetros”, explica a empresa num email enviado ao Boas Notícias.

O percurso consiste na ligação da Praça do Martim Moniz ao Castelo de S. Jorge, através da construção de três troços de escadas.

 
Destes três troços, dois concretizam-se através escadas rolantes: nas Escadinhas da Saúde (entre a Porta da Mouraria e a Rua Marquês Ponte de Lima) e nas escadinhas do Palácio da Rosa (entre a Rua Marquês de Ponte de Lima e a Rua da Costa do Castelo). No terceiro troço, das Escadinhas de S. Lourenço, serão recuperadas as escadas já existentes e que ligam a Rua da Costa do Castelo ao interior do Castelo de S. Jorge.
 
“O primeiro e o terceiro troços, a cargo da EMEL, deverão entrar em funcionamento no final de 2016/início de 2017 e a sua utilização será gratuita”, diz a empresa municipal de estacionamento numa mensagem por email.

Elevador da Sé e funicular da Graça inauguram a seguir

Além das escadas rolantes de acesso, o Plano de Acessibilidade à zona histórica prevê ainda um percurso de acesso à Sé que fará a ligação das Escadinhas das Portas do Mar (no Campo das Cebolas) ao Largo da Sé através da construção de um elevador.
 
Uma vez que “esta obra decorre numa zona muito rica em termos arqueológicos, a primeira empreitada, agora lançada, visa apenas escavar o poço onde será posteriormente instalado o elevador”, explica a EMEL acrescentando que, salvo algum imprevisto, o elevador, que também será de utilização gratuita, estará operacional no Verão de 2017. 
 
Por fim, o terceiro equipamento, batizado Percurso da Mouraria, consiste na construção de um funicular entre a Rua dos Lagares (na Mouraria) e o Miradouro da Graça. Quanto a esta obra, a EMEL esclarece que “já está a decorrer o concurso” para apurar a viabilidade da abertura do canal onde deverá circular o funicular. Contudo, também devido a “condicionantes arqueológicas”, o funicular da Graça ainda não tem data de conclusão prevista.
 
Estes três percursos mecânicos vêm juntar-se aos dois elevadores que já fazem a ligação entre a Rua dos Fanqueiros e a Rua da Madalena e entre esta e a Calçada do Marquês de Tancos (Costa do Castelo).

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório