Saúde

Stª Maria: menos 80% de urgências pós aborto

NULL
Versão para impressão
O Hospital de Santa Maria registou uma quebra de 80% nas urgências decorrentes de abortos clandestinos. Segundo disse o diretor de obstetrícia ao jornal i “os ganhos” da nova lei são “evidentes”.

Segundo adiantou o diretor do serviço de obstetrícia do Hospital de Santa Maria, Luís Graça, “os ganhos em saúde são evidentes”, revelando-se principalmente na diminuição das urgências decorrentes de abortos clandestinos.

O diretor hospitalar reagia assim às recentes declarações do líder social democrata, Passos Coelho, que sugeriu que a lei tinha ido demasiado longe e devia ser revista.

No hospital de Santa Maria havia entre 18 a 20 urgências deste género por mês e atualmente registam-se apenas cerca dois casos – o que significa uma diminuição de 80% que, segundo o diretor, também se verifica noutros serviços.

No último relatório da DGS lê-se que, antes da despenalização do aborto, estimava-se que fossem feitas 20 mil interrupções de gravidez por ano e “depois da entrada em vigor da lei [as interrupções] nunca ultrapassaram este valor”.

Em 2010 registaram-se menos 311 casos de interrupções da gravidez, por opção da mulher, comparando com ano anterior, revelam os dados lançados pela Direção Geral da Saúde (DGS).

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub