Sociedade

Solidariedade: Apoio a instituições cresce em 2011

O apoio financeiro que o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social concede anualmente às instituições de solidariedade social para o cuidado de idosos, crianças e pessoas deficientes, vai aumentar 2% em 2011, foi esta terça-feira anunciado.
Versão para impressão
O apoio financeiro que o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social concede anualmente às instituições de solidariedade social para o cuidado de idosos, crianças e pessoas deficientes, vai aumentar 2% em 2011, foi esta terça-feira anunciado.

O protocolo anual entre o Ministério e a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), a União das Mutualidades Portuguesas e a União das Misericórdias Portuguesas (UMP) será hoje assinado pela ministra Helena André e prevê a transferência de uma verba total de 1.251 milhões de euros.

Pedro Marques, secretário de Estado da Segurança Social, explica à Lusa que o aumento de 2% será para os utentes no âmbito do programa Pares e que “estes 1.251 milhões de euros entregues às instituições são para apoiar mais de meio milhão de portugueses e as suas famílias”.

O secretário de Estado afirma ainda que não houve aumento de verbas unitárias, e que por essa razão, outras medidas foram tomadas que não envolvem só a questão financeira, nomeadamente a criação de “melhores condições para a colocação de idosos mais carenciados em Lares com a reserva de vagas para que a Segurança Social possa colocar mais pessoas carenciadas nesses espaços”.

A cooperação entre o Estado e as mais de 3000 instituições de Solidariedade Social abrange mais de meio milhão de utentes e são mais de 15 mil o número de acordos celebrados ao abrigo do Protocolo de Cooperação com as Uniões de solidariedade.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub