i9magazine

Smart Open Lisboa

Versão para impressão

Acabam de ser anunciadas as 12 start-ups finalistas do Smart Open Lisboa, programa que disponibiliza os dados da cidade a start-ups e empreendedores que tenham projetos capazes de solucionar problemas do dia-a-dia dos cidadãos e melhorar a qualidade de vida na capital.

SOSPlus (Portugal), Imagine Apps (Portugal), WETEST Urbego & R!SKLY (Dinamarca e Portugal, que se fundiram durante a semana de bootcamp), Magnar (Portugal), KLC (Portugal), TriggerSystems (Portugal), Openly (EUA e Inglaterra), TICKEY (Bélgica), 1%club (Holanda), URBIK (França), Green By Web (Portugal), e Connect Robotics (Portugal) são as 12 start-ups selecionadas, oriundas de sete países diferentes.

As finalistas têm agora a oportunidade de iniciar a experimentação das suas ideias, fase que começa no dia 12 de julho e terminará a 11 de outubro, véspera do Demo Day – o momento em que todas as equipas vão apresentar os seus projetos e conclusões.

Segundo Manuel Tânger, “esta segunda edição do programa sublinha o reforço da aposta nas smart cities como um setor estratégico de inovação. O programa visa abrir os dados da cidade, colocando-os ao dispor dos participantes, incluindo start-ups, para que possam desenvolver soluções inovadoras para dar resposta aos problemas do quotidiano dos cidadãos”.

Conheça em pormenor cada uma das 12 start-ups finalistas:

KLC

Serviço de mobilidade partilhada baseado num contrato mensal mínimo – serviços B2B e B2C que “vendem” quilómetros consoante as necessidades reais das empresas ou pessoas – horários, rotas e outras especificações de operação de negócios.

AppyFans

É um novo assistente pessoal de compras que vai conhecer as suas preferências e aconselhá-lo sobre campanhas relevantes quando precisar! Esta é uma grande inovação no envolvimento dos clientes para as cidades inteligentes do futuro!

TriggerSystems

Uma plataforma para controlar remotamente e automaticamente sistemas de irrigação. Adequado para a agricultura, a empresa já tem alguns clientes na área, bem como alguns municípios, já que o sistema ajuda a reduzir o desperdício de água.

WETEST Urbego & R! Skly

Estas duas start-ups juntaram-se para trabalharem em conjunto ao longo do Smart Open Lisboa. A equipa da Wetest, ferramenta para designers urbanos que se concentra em projetar soluções para promover a walkability (“caminhabilidade”), aliou-se à R! Skly, uma plataforma analítica que permite visualizar os dados recolhidos.

ÜRBIK

Fornece soluções autónomas (fotovoltaicas) conectadas (a partir do mobiliário urbano) para fornecer informações aos visitantes e turistas (em poucos segundos, diretamente no seu telemóvel, sem qualquer rede 4G).

Green by Web

Soluções inteligentes para a gestão e controlo de espaços verdes urbanos. O produto principal, Aquamote, permite a gestão remota e monitorização de espaços verdes de uma forma mais sustentável.

TICKEY

É um serviço de mobilidade que permite aos cidadãos pagar por todos os serviços de mobilidade urbana a qualquer hora em qualquer lugar com apenas um aplicativo e sempre com o melhor preço. O TICKEY usa Bluetooth LE Beacons para identificar veículos e tarifas e, com base no histórico de viagens e no perfil de viagem, o mecanismo inteligente garante o melhor preço para o passeio.

Magnar

Solução que permite às pessoas idosas pedir o almoço a partir de casa e que ajuda os restaurantes locais. Os utilizadores podem escolher a sua refeição com a ajuda da família ou da assistente social, numa única aplicação, enquanto os restaurantes reforçam sua presença online.

 

SOSPlus

Veículos de emergência que chegam de forma mais segura e rápida ao local de uma ocorrência, enviando a sua posição ao longo do caminho, tornando possível uma reação mais eficaz dos motoristas.

Connect Robotics

Serviço de entregas com drones. Atualmente efetua entregas autónomas via drones BVLOS (Beyond Visual Line of Sight) em Portugal.

1%Club

Construíram mais de 30 plataformas de envolvimento cívico e corporativo que geraram mais de dez milhões de euros em recursos e dez mil horas para projetos comunitários. Estão à procura de cidades e empresas que se preocupam sobre com o impacto que querem gerar e crescer mais fortes através das ligações que colocam dentro deste ecossistema.

Openly

Uma plataforma de envolvimento cívico para cidadãos e governos, para interagir e se envolver de forma eficiente além das eleições, com dados reais. Disponibilizam um conjunto de ferramentas para que os cidadãos aprendam e se envolvam com os seus governos no dia-a-dia, enquanto seguem o que os representantes eleitos estão a fazer. Por outro lado, esses dados públicos são convertidos em insights acionáveis ​​para que os governos compreendam as questões mais preocupantes para o público e tomem medidas para as resolver efetivamente.

O programa Smart Open Lisboa é promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, Turismo de Portugal, Portugal Telecom, Cisco, Grow Mobility (by Brisa), EPAL, Sharing Cities e Masai sendo coordenado pela Beta-i.

Para mais informações sobre esta iniciativa clique aqui.

O conteúdo Smart Open Lisboa aparece primeiro em i9 magazine.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub