Fitness & Bem-estar

Sintra: Árvores caídas transformadas em castiçais

Para fazer face aos prejuízos do temporal que assolou Sintra no início do ano, a Parques de Sintra lançou, no passado mês de Março, uma linha de castiçais cujas receitas de venda revertem diretamente para a recuperação do Parque da Pena.
Versão para impressão
Para fazer face aos prejuízos do temporal que assolou Sintra no início do ano, a Parques de Sintra lançou, no passado mês de Março, uma linha de castiçais feitos a partir das árvores destruídas na tempestade cujas receitas revertem para a recuperação do Parque da Pena.
 
De forma a fazer face aos 3 milhões de euros de prejuízo resultantes, a madeira de todas as Acácias caídas ao longo da Serra de Sintra foi aproveitada e transformada em castiçais, cujo design é da autoria do designer Gonçalo Prudêncio. 
 
A convite da Parques de Sintra, Gonçalo, que trabalha normalmente com base no design sustentável, desenhou quatro tipos diferentes de castiçais, capazes de serem usados em conjunto, encaixando perfeitamente uns nos outros. Na base de cada peça é ainda possível ver uma referência ao temporal, inscrita a laser.
 
Para além do candelabro em si, a sustentabilidade ambiental está também presente na embalagem do mesmo, fabricada integralmente em papel reciclado.
 
As receitas das vendas dos candelabros revertem diretamente para a recuperação do Parque da Pena, a área com mais estragos e mais afetada pelo mau tempo.
 
São quatro tipos diferentes de castiçais à venda desde o dia 21 de Março, Dia da Floresta. A data de lançamento foi escolhida em memória das mais de 2.000 árvores caídas a 19 de Janeiro, no temporal que atingiu a zona. 

À venda em todas as lojas dos monumentos da Parques de Sintra, o preço de cada castiçal é de seis euros e o conjunto de dois castiçais 12 euros.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub