Saúde

SIDA: Tratamento avança nos países mais pobres

Um estudo divulgado esta terça-feira mostra que no final de 2009 existiam 5,25 milhões de pessoas infetadas com o VIH a receber tratamento anti-retroviral em países de rendimento médio/baixo.
Versão para impressão
Um estudo divulgado esta terça-feira mostra que no final de 2009 existiam 5,25 milhões de pessoas infetadas com o VIH a receber tratamento anti-retroviral em países de rendimento médio/baixo.

“No final de 2009, 5,25 milhões de pessoas estavam a receber tratamento anti-retroviral em países de rendimento médio e baixo. Isto representa um aumento de mais de 1,2 milhões desde Dezembro de 2008, o maior aumento registado no espaço de um ano”, refere o relatório “Towards Universal Access” (Em Direcção ao Acesso Universal), da responsabilidade da Organização Mundial de Saúde, citado pela Press Association.

O relatório conclui contudo que grande parte das pessoas desconhece que está infetada com o VIH.  

O relatório da responsabilidade da WHO, adianta que 15 países, incluindo África do SUl, Botswana, Namíbia e Suazilândia, providenciaram à maioria das mulheres os medicamentos necessários para prevenir a transmissão entre mãe e filho.

Quatorze países, entre eles o Brasil, Namíbia e Ucrânia providenciaram o tratamento contra o VIH a mais de 80% das crianças seropositivas.

Oito países como o Botswana, Cambodja, Croácia e Cuba, entre outros, forneceram medicamentos a mais de 80% dos adultos com necessidade. Faltam apenas 21 países que se estão a aproximar cada vez mais destas metas.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório