Sociedade

Senhor do Adeus “renasce” em Lisboa

Pelas mãos do grafitter Adres, o "Senhor do Adeus" voltou a acenar aos carros que passam no Saldanha. Em forma de stencil, a figura de João Manuel Serra pode ser vista num antigo palacete que se encontra ao abandono numa esquina entre o Saldanha e Pi
Versão para impressão
Pelas mãos do grafitter Adres, o “Senhor do Adeus” voltou a acenar aos carros que passam no Saldanha. Em forma de stencil, a figura de João Manuel Serra pode ser vista num antigo palacete que se encontra ao abandono numa esquina entre o Saldanha e Picoas.

Uma das personagens mais carismáticas da capital, João Manuel Serra faleceu no passado dia 10 de novembro, aos 80 anos. No dia seguinte, foram muitos os lisboetas que lhe prestaram homenagem, concentrando-se na Praça Duque de Saldanha e acenando aos automobilistas.

No Facebook foi inclusivamente criado um grupo que defende a construção de uma estátua de homenagem ao “homem que fazia a cidade sorrir”, uma causa já subscrita por mais de seis mil pessoas.

Proveniente de uma família abastada, João Manuel Serra admitiu que nunca trabalhou, mas paixões não lhe faltavam: além de acenar aos lisboetas, era apaixonado por cinema, a que assistia muitas vezes com o realizador e músico Filipe Melo.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub