Desporto

Rui Bragança: Um vencedor e um exemplo a seguir

NULL
Versão para impressão

Rui Bragança tem apenas 19 anos mas já leva na bagagem vitórias importantes. O atleta português sagrou-se, em maio, vice-campeão do mundo de taekwondo, na Coreia do Sul, tendo sido o primeiro praticante nacional a conquistar uma medalha no Campeonato do Mundo da modalidade. Além disso ainda tem tempo para estudar, encontrando-se atualmente no 2º ano de medicina. Numa entrevista ao Boas Notícias, o atleta explica os desafios e as recompensas da sua modalidade.

Estava à espera de conseguir um resultado tão positivo no campeonato da Coreia do sul?
Este resultado foi uma coisa da qual eu não estava à espera, pelo menos não à primeira vez que lá ia. De certa forma, isto veio ajudar a consolidar a época fantástica que eu e os meus colegas temos vindo a fazer, e mostrar-nos que tudo aquilo que investimos do nosso bolso para ir às provas lá fora e o treinar todos os dias às 6h30 da manhã e as 17h30 da tarde compensa, e que o devemos continuar a fazer pois está a dar resultados!

É difícil apostar nesta modalidade em Portugal?
Em Portugal, é muito complicado evoluir num desporto sem sermos nós próprios a investir na nossa formação (e por formação digo estágios fora do país, ir às provas nacionais e internacionais etc.) pois praticamente ninguém está interessado em apoiar o desporto, além do futebol, claro, onde podem estar nas divisões distritais que têm pelo menos uma carrinha do clube e equipamentos.

Há poucos apoios/patrocínios?
Eu e os meus colegas já conseguimos alguns patrocínios através de familiares e amigos (a empresa Só Fritar, Neuvera, Lojas Impacto e Lb Informática) e estamos-lhes muito agradecidos por isso, pois se não fosse pela ajuda que eles, a Universidade do Minho, o Dr. Carlos Rio e Dr. Jorge Silvério entre outros, nos deram teria sido impossível sequer ir às provas internacionais, quanto mais alcançar os resultados e a aprendizagem que conseguimos.

Pensa que este prémio vai contribuir para a divulgação da modalidade no país?
Eu acredito que sim, pois até agora, já houve alguns grandes resultados no Taekwondo Português (temos um campeão da Europa de Sub-21 por exemplo) ao qual pouca importância foi dada, e agora este prémio saiu em vários telejornais e jornais desportivos. Fui até congratulado pelo Presidente da República, que foi algo no qual eu nunca tinha pensado sequer e espero sinceramente que toda esta divulgação venha ajudar o Taekwondo em Portugal.

Quais serão as próximas competições importantes?

As próximas competições vão ser o Pré-Olimpico Mundial e depois espero que sejam as Universiadas.

Mafalda Almeida

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório