Ambiente

Rinocerontes em “lua de mel” para acasalar

Num jardim zoológico de Katmandu, no Nepal, foi inaugurado um novo espaço para acolher um casal de rinocerontes, quase à semelhança de uma suíte de lua de mel, para que estes possam acasalar e, assim, garantirem a continuidade desta espécie em extinç
Versão para impressão
[Foto: © Fritz Geller-Grimm]

Num jardim zoológico de Katmandu, no Nepal, foi inaugurado um novo espaço para acolher um casal de rinocerontes, quase à semelhança de uma suíte de lua de mel, para que estes possam acasalar e, assim, garantirem a continuidade desta espécie em extinção.

Kancha, de 20 anos, e Kanchi, de 22, viveram grande parte das suas vidas em cativeiro, nunca procriaram e entravam em conflito com frequência, muito por culpa das antigas instalações em que se encontravam, demasiado pequenas.

Agora, o casal dispões de uma área comum bastante espaçosa, desfrutando também de áreas individuais, separadas. Ao que parece, esta estratégia dos funcionários do zoo estará a dar os seus frutos, já que Kancha foi visto numa piscina de água lamacenta com a sua companheira, Kanchi, uma demonstração de intimidade rara entre os dois, avança a BBC Brasil.

Siddhant Pandey, presidente executivo do Ace Development Bank, que financiou esta iniciativa, confirmou que o novo espaço parece influenciar positivamente o relacionamento entre os rinocerontes. “Antes ficavam separados porque entravam muitas vezes em conflito, mas atualmente já são vistos a passar algum tempo juntos”.

No Nepal, apenas há registo de 435 rinocerontes asiáticos a viver fora do cativeiro. Por isso, os funcionários do jardim zoológico de Katmandu dizem que se o programa de procriação for bem sucedido, os animais poderão ser libertados nas planícies do Nepal, habitat para muitos exemplares desta espécie.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório