Ambiente

Resíduos perigosos removidos da Quimiparque

A limpeza dos terrenos da Quimiparque, no Barreiro, começou esta semana. Os trabalhos, avaliados em 4 milhões de euros pelo Ministério do Ambiente, deverão estar concluídos antes do final deste ano e levarão à retirada de 52 mil toneladas de lamas de
Versão para impressão
A limpeza dos terrenos da Quimiparque, no Barreiro, começou esta semana. Os trabalhos, avaliados em 4 milhões de euros pelo Ministério do Ambiente, deverão estar concluídos antes do final deste ano e levarão à retirada de 52 mil toneladas de lamas de zinco.

Os resíduos perigosos estão depositados em 5 hectares de terrenos do parque empresarial do Barreiro. De acordo com a ministra do Ambiente estes resíduos seguirão depois de retirados para um Centro Integrado de Valorização de Resíduos.

“O país fez um caminho para termos infraestruturas para gerir de forma adequada os resíduos. Estes centros têm capacidade para tratar este tipo de resíduos”assegurou a ministra Dulce Pássaro.

A ministra do Ambiente explicou ainda que só depois da remoção de resíduos da Quimiparque é que será possível avaliar o grau de contaminação dos solos e partir para uma solução que consistirá na remoção total ou em ações de remediação.

Ao longo deste ano o Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território vai desencadear operações de descontaminação de solos e remoção de passivos ambientais, em várias zonas do país, nomeadamente Sines, Alcanena, Seixal.

Intervenções similares foram já realizadas para recuperar as áreas mineiras degradadas em Castelo de Paiva, Vimioso, Vila Pouca de Aguiar, Nelas, Tábua e Aljustrel.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub