Negócios e Empreendorismo

Reservas de gás natural no Algarve vão ser exploradas

NULL
Versão para impressão
A costa algarvia possui reservas de gás natural e petróleo capazes de cobrir o consumo do país por dez anos. Apesar da informação ser conhecida há vários anos, só agora o local vai ser explorado pela Repsol, num contrato que deve ser assinado nos próximos dias, garante o Expresso.

Álvaro Santos Pereira deu luz verde para que o investimento que vai permitir a exploração de gás e petróleo no Algarve seja feito. O concurso público pelo direito de pesquisa e exploração dos combustíveis foi aberto há nove anos, em 2002, mas desde então vários entraves têm atrasado a continuação do processo.

Na altura a Repsol Exploración foi uma das duas empresas que concorreu e vai ser ela a marca espanhola que, segundo notícia o Expresso, fará a exploração.

Vários anos a ser adiado

O projeto foi interrompido logo em 2003, pelo então ministro da economia Carlos Tavares e só em 2005 é que os primeiros blocos licitados para exploração foram adjudicados. Seriam precisos mais dois anos para que as minutas dos respetivos contratos de concessão fossem aprovados por Manuel Pinho que em 2007 era ministro da Economia e da Inovação.

No entanto, só em Setembro deste ano foram aprovadas alterações entretanto feitas aos contratos, algo indispensável para que a Repsol pudesse iniciar os trabalhos de pesquisa. Henrique Gomes, Secretário de Estado da Energia, autorizou a celebração do contrato, que deverá, finalmente, acontecer no dia 21 de Outubro.

Até ao momento, a informação disponibilizada pelo Expresso informa que a concessão será de oito anos com possibilidade de haver duas prorrogações de um ano. A produção terá um prazo limite de 30 anos, a partir do momento em que for aprovado o Plano Geral de Desenvolvimento e Produção.

Poupanças na fatura energética na ordem dos mil milhões

O Presidente da Partex (companhia petrolífera), Costa Silva, disse que este offshore algarvio tem recursos suficientes para assegurar o consumo de gás em Portugal por mais de dez anos. Isto equivale a uma poupança de mil milhões de euros na fatura energética anual.

Costa Silva explicou que a geologia da costa algarvia é semelhante à do golfo de Cádis, em Espanha, mas que as reservas portuguesas são maiores.

O medo de que a atividade de exploração prejudique o turismo na região é, segundo Costa Silva, infundado. O golfo de Cádis é um dos principais pontos de turismo no Verão e, mesmo com a atividade da Repsol, “uma das mais aparatosas infraestruturas de exploração da gás natural, no campo de Poseidon”, não houve problemas com o setor turístico, das unidades hoteleiras e das agências de viagens.

Os reservatórios de gás no Algarve podem ainda vir a ser usados para armazenamento de gás natural vindo de outros países.  

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório