Ambiente

Repovoamento de animais na Tanzânia

O maior programa de repovoamento animal em África dos últimos 50 anos está, atualmente, em curso. Ao todo, 32 rinocerontes pretos serão transportados desde a África do Sul até à Tanzânia, região de onde a espécie é natural e onde foi praticamente ext
Versão para impressão
O maior programa de repovoamento animal em África dos últimos 50 anos está, atualmente, em curso. Ao todo, 32 rinocerontes pretos serão transportados desde a África do Sul até à Tanzânia, região de onde a espécie é natural e onde foi praticamente extinta nas décadas de 70 e 80, devido à caça ilegal.  

Os animais serão acolhidos pelo Parque do Serengueti, juntando-se aos outros 70 que ainda existem na Tanzânia. Espera-se que, desta forma, os rinocerontes pretos possam reproduzir-se e garantir a sobrevivência da rara espécie.
 
“Agradeço muito profundamente a todos os que uniram esforços pela conservação da vida animal selvagem da Tanzânia ao longo de todos estes anos”, declarou o presidente daquele país, Jakaya Kikwete, à Agence France-Presse. “Este acontecimento lembra-nos os erros do passado e dá-nos uma lição acerca do que devemos fazer para que nada semelhante volte a acontecer”, acrescentou.

No mundo inteiro, existem apenas 700 exemplares de rinocerontes pretos. Em 1991, restavam dois rinocerontes da espécie no Parque de Serengueti.

Por isso, espera-se que esta iniciativa reanime não só a Tanzânia em termos da sua biodiversidade, mas também da imagem que a região passa a nível internacional: “Esta ação vai de encontro ao que se pretende que seja o Renascimento Africano, já que estes animais contribuem para o desenvolvimento económico através do turismo e da proteção do nosso capital nacional”, disse o Ministro do Ambiente sul-africano, Buyelwa Sonjica.



Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório