Sociedade

Relatos de violência doméstica diminuem em Portugal

NULL
Versão para impressão
Segundo o relatório divulgado na quinta-feira pela Amnistia Internacional, os relatos de violência doméstica diminuíram em Portugal no ano passado. Em 2010, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) registou 15.236 denúncias, face às 15.904 registadas em 2009.

A Amnistia Internacional crê que as medidas adotadas em abril do ano passado – nomeadamente o programa de vigilância eletrónica – para proteger as mulheres contra a violência doméstica terão originado esta “pequena redução” em relação a 2009.

Além disso, foi reconhecido por lei “que as vítimas tinham direito a receber informação, proteção, abrigo, assistência financeira e de outra natureza”, refere o documento.

Em contrapartida, o número de homicídios aumentou: de acordo com os dados da organização União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), foram registados 43 casos em 2010, mais 14 do que no ano anterior.

A Amnistia alerta também para o facto de as denúncias de maus-tratos cometidos por agentes policiais continuaram a não ser investigadas de maneira imediata, aprofundada e imparcial.

“Em pelo menos dois casos, as investigações dessas denúncias não fizeram quase nenhum progresso, anos depois de os factos terem ocorrido”, lê-se no documento.

A Amnistia Internacional é um movimento mundial que conta com mais de três milhões de apoiantes, membros e ativistas que realizam campanhas para que os direitos humanos sejam reconhecidos, respeitado e protegidos internacionalmente.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório