Sociedade

Reis de Espanha premeiam jornalista português

Esta segunda-feira, o jornalista da TSF João Francisco Guerreiro foi distinguido em Madrid, na 28ª edição dos Prémios de Jornalismo Rei de Espanha, pela sua reportagem sobre o sismo que se fez sentir no Haiti, em janeiro do ano passado.
Versão para impressão
[Fotografia: © EFE]

Esta segunda-feira, o jornalista da TSF João Francisco Guerreiro foi distinguido em Madrid, na 28ª edição dos Prémios de Jornalismo Rei de Espanha, pela sua reportagem sobre o sismo que se fez sentir no Haiti, em janeiro do ano passado.

A “grande riqueza de vozes” do trabalho de João Francisco Guerreiro foi elogiada na cerimónia de entrega dos galardões. “A minha principal intenção foi recriar os ambientes sonoros com que fui confrontado: gritos de alguém em sofrimento ou com fome e sede”, disse o jornalista à agência Lusa.

Como momento mais marcante, João Francisco Guerreiro elegeu o de um haitiano que, exausto após uma longa jornada a transportar feridos, abordou o jornalista dizendo-lhe “tenho fome”. Igualmente impressionante é o testemunho de uma jovem que precisava de ser sujeita à amputação de uma perna, o que recusava, remetendo para Deus o seu destino.

“Ao fim de sete médicos tentarem, foi um médico português que a convenceu a fazer a operação e, depois de operada, revelava uma esperança no futuro que pouco condizia com o cenário de desgraça que a envolvia”, disse.

Os Prémios de Jornalismo Rei de Espanha, promovidos pela agência noticiosa EFE e pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional, distinguiram ainda profissionais da Argentina, Colômbia, México e Espanha.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub