Sociedade

Régua vai desviar esgotos do Douro

NULL
Versão para impressão
 A Câmara Municipal do Peso da Régua anunciou que vai iniciar um processo de eliminação dos quinze pontos onde atualmente se faz o despejo de esgotos diretamente nas linhas de água e no rio Douro.
 
Segundo o presidente da autarquia, Nuno Gonçalves, grande parte do montante é assegurado por fundos estruturais da União Europeia, num investimento global de cerca de 1,6 milhões de euros.
 
Para a concretização do projeto, denominado “Ciclo Urbano da Água”, a Câmara da Régua apresentou duas candidaturas a fundos comunitários, uma das quais foi contratualizada na quinta-feira, numa cerimónia que decorreu em Vila Real.
 
O contrato de financiamento foi assinado entre a Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Norte (ON.2 – O Novo Norte) e o município.
 
Para um investimento de 1,6 milhões de euros, a autarquia garantiu cerca de um milhão de apoios comunitários.
 
Nuno Gonçalves diz que o município vai resolver a situação dos “esgotos que são lançados diretamente no rio e que correspondem a cerca de um terço da população da cidade”.
 
“Estamos a falar de quinze pontos na cidade de onde vamos transportar aquilo que são esgotos domésticos, industriais ou comerciais, e que estão a cair nas linhas de água e dão diretamente no rio Douro, para o emissário que levará directamente esses esgotos até à estação de tratamento de águas residuais (ETAR) de Caldas de Moledo”, salientou.
 
O projeto apresentado pela Câmara da Régua contempla ainda investimento nas aldeias de Poiares, Loureiro e Sedielos.

[Esta notícia foi sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório