Desporto

Recorde: Seis dias a subir, 90 segundos a descer

Conhecido pelos seus saltos arriscados, o russo Valery Rozov quebrou, esta quarta-feira, um recorde com um salto de 2.200 metros na zona indiana dos Himalaias, depois de ter feito uma escalada na montanha durante seis dias.
Versão para impressão
Conhecido pelos seus saltos arriscados, o russo Valery Rozov quebrou, esta quarta-feira, um recorde com um salto de 2.200 metros na zona indiana dos Himalaias, depois de ter feito uma escalada na montanha durante seis dias. Este salto que fez parte do Red Bull Top Altitude Project teve entrada direta para a história, estabelecendo um novo recorde do mundo.
 
O Base Jump é um desporto que se caracteriza pelos saltos a partir de montanhas, antenas, edifícios e pontes. Os 'base jumpers' saltam em queda livre, com um fato especial, e recorrem a um pára-quedas apropriado para baixas altitudes, que só abrem perto de chegar ao chão.

O salto do russo Valery Rozov – realizado a partir de uma montanha com 6.543 metros de altitude – foi o culminar do Red Bull Top Altitude Project, uma expedição na Índia, com a duração de um mês que incluiu uma ascensão particularmente dura de seis dias de escalada.

Escolhido o ponto ideal para o salto, Valery lançou-se no vazio e atingiu em pouco tempo uma velocidade superior a 200 quilómetros por hora. A aterragem aconteceu 90 segundos mais tarde, numa zona de glaciar situada 2.200 metros abaixo. A equipa de apoio do aventureiro demorou cerca de três dias para completar a descida até à base.
 
Depois de ter sido o primeiro a conquistar o Pico de Ulvetanna, na Antártida, e de ter saltado sobre um vulcão em plena atividade (Kamtschatka), Valery Rozov mostrou-se satisfeito por mais um sucesso na sua já longa carreira desportiva.

“Este foi o meu primeiro projeto nos Himalaias e enfrentámos grandes dificuldades na subida, por isso estou muito contente com o sucesso desta missão”, disse o atleta em comunicado.

O duplo Campeão do Mundo de Skydive acabou também por ficar com o mérito de ser o primeiro russo a atingir o cume desta montanha – que é conhecida pela sua dureza e passagens estreitas, tendo sido apenas alcançada pela primeira vez pelo homem em 1974.
 

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório