Ambiente

Reaberta ligação da Lagoa de Santo André ao mar

A tradição centenária da abertura artificial da Lagoa de Santo André ao mar juntou novamente milhares de pessoas, um processo repetido desde o século XVII para que se dê a renovação das águas da lagoa.
Versão para impressão
A tradição centenária da abertura artificial da Lagoa de Santo André ao mar juntou novamente milhares de pessoas, um processo repetido desde o século XVII para que se dê a renovação das águas da lagoa.

Este processo permite não só a renovação das águas, como também a saída de matéria orgânica e a entrada de sedimentos arenosos e de organismos (peixes e invertebrados).

A Lagoa de Santo André teve este ano um dos níveis mais elevados desde 2001, atingindo uma área de 350 hectares e dois metros de profundidade. O elevado nível das águas na lagoa permitirá a abertura do canal durante cerca de 60 dias, um fator que favorece uma renovação das águas mais eficaz.

O encerramento deste canal acontece de forma natural com a sedimentação das areias.

A Lagoa de Santo André é considerada, pelo Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade, como o maior sistema lagunar da costa alentejana, funcionando ainda como refúgio pós-reprodutor durante o verão e acolhendo no inverno várias aves provenientes do norte e centro da Europa.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório