Cultura

Rádio leva música portuguesa a Nova Iorque

Um programa de rádio norte-americano leva música portuguesa a milhões de pessoas em Nova Iorque. Pelas mãos do produtor Nelson Borges, o "Beyond Fado" é único nos Estados Unidos e pode ser ouvido a qualquer hora através da Internet.
Versão para impressão
Um programa de rádio norte-americano leva música portuguesa a milhões de pessoas em Nova Iorque. Pelas mãos do produtor Nelson Borges, o “Beyond Fado” é único nos Estados Unidos e pode ser ouvido a qualquer hora através da Internet. 
 
O objetivo é “mostrar ao público americano que há música portuguesa além do fado, em quantidade e qualidade”, refere o português, em declarações à agência Lusa. 
 
Nelson trabalhou em Portugal com grupos como os Deolinda e Bernardo Sassetti. Desde o ano passado que vive em Modesto, na Califórnia, e trabalha como produtor numa sala de espetáculos em São Francisco e como consultor numa editora de World Music.
 
Pouco depois de chegar ao outro lado do Atlântico, foi convidado para produzir um especial de duas horas numa rádio da Califórnia sobre música portuguesa. Foi então que nasceu a ideia para o “Beyond Fado”, que começou a ser emitido em Março deste ano. 
 
Para além de poder ser ouvido a qualquer hora e em qualquer lugar através da Internet, o programa é transmitido em direto todas as terças-feiras, às 12h00, na Party 934, “uma rádio independente ouvida na zona do Vale do Hudson, em Nova Iorque, que é uma das regiões mais populosas do planeta, com milhões de pessoas”.

Reações ao programa têm sido muito boas
 

“Tenho tido reações muito boas. Sobretudo de pessoas da indústria, que dizem que não há um programa sobre música portuguesa além do fado que seja totalmente feito em inglês e para um público americano”, diz.
 
A acompanhar cada programa há um conjunto de esclarecimentos e curiosidades sobre o país e os autores das músicas. Por exemplo, nos programas cuja temática recaía sobre a década de 60 e 70, Nelson explicou quem era António de Oliveira Salazar e o que era a Revolução dos Cravos antes de introduzir temas de José Afonso e Adriano Correia de Oliveira.
 
“Como as pessoas não percebem as letras e não sabem quando foram escritas, tenho de contextualizar, explicar quem são os autores, em que momento da história foram escritos”, ilustra o produtor.
 
O fado raramente integra as listas de reprodução, porque “o objetivo é mostrar que há música portuguesa além do fado e de artistas como a Mariza ou a Ana Moura, que já esgotam salas nos Estados Unidos.”
 
Esta terça-feira será emitido o 15º episódio do programa “Beyond Fado”, onde chega ao fim uma retrospetiva musical que vai desde 1907, com gravações raras de artistas como Avelino Batista e Delfina Victor, até 2013, com temas dos Deolinda e de J. P. Simões. 

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub