Inovação e Tecnologia

Quem se lembra da vida antes do Google?

O motor de pesquisa Google comemora, esta quinta-feira, o seu 14º aniversário. E, sem dúvida, está de parabéns. O Google tornou-se uma espécie de serviço público internacional indispensável no dia-a-dia de milhões de utilizadores.
Versão para impressão

O motor de pesquisa Google comemora, esta quinta-feira, o seu 14º aniversário. E, sem dúvida, está de parabéns. Mais do que uma marca, o Google tornou-se uma espécie de serviço público internacional indispensável no dia-a-dia de milhões de utilizadores de internet.

Passaram 14 anos desde que, em 1998, dois alunos da Universidade de Stanford (EUA), Larry Page e Sergey Brin, se juntaram para criar a empresa que viria a mudar para sempre a forma como navegamos na internet, tornando as pesquisas online mais simples e apuradas.

Apesar de ter sido fundada no início de Setembro, a empresa escolheu o dia 27 como data do início de suas operações. Para assinalar a efeméride, o Google apresenta hoje um Doodle onde se vê um bolo com 14 velas. À passagem do rato, as velas apagam-se e algumas fatias do bolo desaparecem para formar a palavra Google.

Mil milhões de utilizadores únicos por mês

Hoje em dia, o Google é o motor de pesquisa mais usado no mundo (alguém conhece mais algum?) e, segundo os relatórios da comScore, a Europa é o continente onde o motor é mais influente, com Portugal no topo da lista: 94% dos portugueses usam o Google para navegar online.

No total, segundo dados de 2011, o Google é utilizado por mil milhões de utilizadores por mês. Um facto curioso: 15% das pesquisas feitas diariamente no motor são inéditas, ou seja, nunca teriam sido feitas anteriormente.

Crianças preferem o Google aos pais para tirar dúvidas

A eficácia do Google já conquistou, também, os alunos de vários níveis de ensino – da primária ao secundário – que usam o motor para esclarecer todo o tipo de dúvidas.

Isto, pelo menos no Reino Unido onde o instituto Birmingham Science City fez um estudo que envolveu 500 crianças com idades entre 6 e 15 anos. Do total de entrevistados, 54% revelaram que preferem consultar o Google em vez dos pais ou professores quanto precisam confirmar alguma informação.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório