Ambiente

Puma compromete-se a abandonar produtos tóxicos

NULL
Versão para impressão
A Puma foi a primeira marca desportiva de ní­vel mundial a subscrever a campanha “Detox”, da Greenpeace, comprometendo-se a abandonar completamente a utilização de produtos quí­micos tóxicos no fabrico de vestuário e calçado até 2020.

Aquela que é a terceira maior marca desportiva do mundo, atrás da Nike e da Adidas, anunciou a sua posição apenas duas semanas depois de a Greenpeace ter denunciado que vários fornecedores daquelas marcas despejam produtos tóxicos diretamente nos rios da China.

No âmbito do anúncio que fez, a marca alemã compromete-se a uma “mudança global” na sua política industrial, designadamente no tratamento de químicos, a diminuir os ní­veis de emissão de poluentes e a eliminação das descargas de produtos tóxicos.

A Puma garante ainda que apresentará um plano de ação detalhado nos próximos dois meses.

A Greenpeace já se congratulou com a iniciativa da Puma, mas salienta que a campanha “Detox” é dirigida às três marcas líderes mundiais.

“Este apelo da Greenpeace é para que estas três companhias mostrem vontade de liderar um processo no sentido de tornarem mais transparente o uso de químicos tóxicos nos processos de fabrico”, afirmou Beau Baconguis, da organização ambientalista.

[Esta notícia foi sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório