Sociedade

Pulseira ajuda a localizar doentes com Alzheimer

Uma das maiores preocupações dos familiares dos doentes com Alzheimer é que eles saiam de casa ou de um lar e acabem a vaguear sem rumo. Como normalmente não pedem ajuda, nem se apercebem da situação, podem ficar perdidos durante horas ou dias. O obj
Versão para impressão
Uma das maiores preocupações dos familiares dos doentes com Alzheimer é que os pacientes saiam de casa ou do lar e acabem a vaguear sem rumo. Como normalmente não pedem ajuda, nem se apercebem da situação, podem ficar perdidos durante horas ou dias. O objetivo do projeto Rumo Seguro é ajudar a localizar rapidamente estes pacientes, noticia a RTP.

Através de uma pulseira o projeto Rumo Seguro pretende, em conjunto com a GNR, a Associação Alzheimer Portugal e uma empresa de consultadoria, ajudar a localizar mais rapidamente os doentes que muitas vezes desaparecem.

Depois de aderir ao programa o cuidador recebe uma pulseira com “um código ao qual está associado um ficheiro do paciente a que qualquer entidade policial ou hospitalar tem acesso obtendo informação sobre o paradeiro do doente e da respetiva medicação”, explicou à RTP uma das aderentes, cuja mãe sofre de Alzheimer.

Por seu lado, Conceição Silva, diretora técnica do Centro Geriátrico Comunitário, explicou à RTP que os doentes de Alzheimer têm muita tendência para fugir das instituições. “Quer estejam em casa quer estejam numa instituição, estes doentes têm sempre a tendência de sair para o exterior”, disse a responsável.

Para aderir ao programa basta aceder ao site da Rumo Seguro e fazer o preenchimento da ficha de inscrição que depois deverá ser entregue por email. Para obter mais informação sobre este programa está disponível a linha telefónica 808 10 12 12 12.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório