Sociedade

Projeto vai reabilitar edifícios a custo zero

NULL
Versão para impressão
Como o próprio nome indica, o objetivo do projeto “Reabilitação a Custo Zero” é recuperar edíficios sem gastar dinheiro, graças à participação de estudantes universitários e doação de materiais por empresas de construção. O projeto foi o grande vencedor da iniciativa FAZ – Ideias de Origem Portuguesa, promovida pela Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Talento e vai já arrancar com a recuperação de um edifício no centro do Porto.

O projeto “consiste em criar uma organização sem fins lucrativos que permita a senhorios carenciados, privados ou camarários, reabilitar o seu património, devoluto ou degradado, a custo zero”, explicou à agência Lusa, José Paixão, um dos mentores do projeto Reabilitação a Custo Zero.

Este conceito recorre a estudantes de arquitetura e engenharia europeus que se voluntariam para vir para Portugal conceber e realizar as reabilitações. São utilizados materiais de construção doados por empresas fornecedoras a troco de isenções fiscais.

Para a supervisão técnica das obras, conta-se com a colaboração de universidades locais, através dos cursos de reabilitação das áreas da engenharia e arquitetura.

Para o inicio a associação já tem previsto avançar com um projeto piloto num prédio devoluto que pertence à Câmara Municipal do Porto, situado no centro da cidade, na zona ribeirinha, para mostrar que esta iniciativa é possível. O prédio deverá ter uma componente de habitação social e de outra de acolhimento de empresas “start-up”, de indústrias criativas.

[Notícia sugerida por Patrícia Guedes e Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório